Crédito: Freepik

Ciência e tecnologia

Líder mundial no fornecimento de produtos e tecnologia do Nióbio, a CBMM realizará hoje, às 16h30, um webinar com o epidemiologista Cesar Gomes Victora; e o pesquisador de novas tecnologias Fernando Galembeck, vencedores da segunda edição do Prêmio CBMM de Ciência e Tecnologia. O evento virtual “Ciência e Tecnologia: o potencial brasileiro” será mediado pela jornalista Catia Luz, do jornal “O Estado de S. Paulo”, e tem o propósito de colocar a produção científica e tecnológica do país em evidência, além de representar uma oportunidade para conhecer melhor o legado dos premiados.

Cesar Victora, vencedor na categoria “Ciência”, é um dos epidemiologistas mais renomados do Brasil. Já Fernando Galembeck, reconhecido na categoria “Tecnologia”, é doutor em química pela USP e pós-doutorado pelas universidades do Colorado e da California (EUA). Para participar basta se inscrever pelo link.

“Sempre um Papo”

Os escritores Luiz Ruffato e Cristovão Tezza são os convidados de Afonso Borges para falarem sobre os seus mais recentes livros “O Verão Tardio” (Cia das Letras) de Ruffato e “A Tensão Superficial do Tempo” (Todavia), de Tezza. Essa será mais uma edição virtual do “Sempre um Papo” com transmissão ao vivo no Youtube e Facebook do Projeto e o encontro vai acontecer hoje, às 18 horas. Cristovão Tezza nasceu em Lages, Santa Catarina, em 1952.

Um dos mais celebrados autores brasileiros contemporâneos, traduzido para mais de 15 países, é autor de vários romances, entre eles “O Filho Eterno”, que recebeu os prêmios Jabuti e Portugal Telecom. Luiz Ruffato nasceu em Cataguases, na Zona da Matais, em 1961. Publicou diversos livros, entre eles “Inferno provisório”, “De mim já nem se lembra” e “Flores artificiais”.

Congado na pandemia

Hoje, às 11 horas, o projeto “Gerais Cultura de Minas” exibe o documentário produzido exclusivamente para o Memorial Vale: “Sá Rainha apresenta: O Congado e a Perseverança da Fé na Guarda de São Jorge em Tempos de Isolamento Social”. Trata-se de um ensaio documental em vídeo para compartilhar com a sociedade parte do cotidiano religioso desta irmandade localizada no bairro Concórdia, em Belo Horizonte, durante os tempos de isolamento social, a partir do olhar da rainha conga desta irmandade: a Tia Kelly.

O público poderá conhecer os bastidores de uma guarda de congado e como seus integrantes celebram a fé em tempos de pandemia. Outra oportunidade de conhecer uma comunidade tradicional mineira será o bate-papo com Jorge Antônio Dos Santos, do Quilombo dos Arturos, que contará um pouco da história dessa famosa família congadeira.

Live beneficente

O Minas Shopping e a administradora AD Shopping promovem hoje, às 19 horas, uma live em comemoração ao Dia dos Pais com o escritor e palestrante Marcos Piangers. Combinando o bom humor e a diversão de suas histórias, o autor do livro “O Papai É Pop”, que teve mais de 300 mil exemplares vendidos no Brasil, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra e Portugal, promete trazer um misto de emoções às famílias de todo o País.

Com uma hora de duração, a live falará sobre a importância das ligações afetivas e como os pais podem aprender com os filhos a ser mais felizes. O evento será transmitido na página do Minas Shopping no Facebook. Os participantes poderão colaborar com doações, por meio de um QR Code, para o projeto Mesa Brasil Sesc, uma rede nacional de banco de alimentos, que já distribuiu 5,4 mil toneladas de alimentos para famílias em situação de vulnerabilidade.

“Diálogos com a morte”

Um teatro de bonecos inspirado na arte oriental do Butoh e nas reflexões do período de pandemia. “Diálogos com a morte” é o primeiro trabalho realizado pela união de Carolina de Pinho e Leandro Marra, e tem estreia marcada para hoje pelo Circuito Cultural UFMG #emcasa. A apresentação virtual terá lançamento às 19 horas no www.youtube.com/culturaufmg, e ficará disponível no canal para quem não puder acompanhar a estreia. A realização é da Diretoria de Ação Cultural da UFMG.

A inspiração veio de artistas e pensadores como Antonin Artaud, Friederich Nietzsche, Kazuo Ohno, Ingmar Bergman, Gonzalo Arango, Georges Bataille, dentre outros. O texto traz ainda influências do Butoh, arte dramática japonesa que mistura dança, mímicas e expressão corporal.