COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais
Crédito: Freepik

“Jardins”, de Mariana Palma

Pela primeira vez no Palácio das Artes, a artista visual paulistana Mariana Palma convida o público mineiro a um encontro com a magnitude de seus jardins em tela. A partir de hoje e até 12 de dezembro a Fundação Clóvis Salgado recebe a exposição inédita “Assim como os jardins…”, que conta com a curadoria de Wagner Nardy, e floresce na Galeria Arlinda Corrêa Lima. No total, a mostra conta com oito quadros em grandes formatos, que mesclam óleo e acrílica sobre tela, além de uma instalação imersiva em tecido, pensada e criada exclusivamente para a galeria. A entrada é gratuita e as obras representam diversos períodos de criação da artista, convidando o público a um momento de silêncio e contemplação diante de um trabalho íntimo e arrebatador. Mariana Palma cria em suas obras uma originalidade singular e poderosa, dialogando com o mundo das cores e com uma riqueza impressionante de detalhes.

Mostra “Luz do Norte”

Na incessante busca pela força das imagens fotográficas, o Foto em Pauta na Estrada seguiu, após duas viagens – uma ao Centro-Oeste e outra ao Sul do Brasil – para a região Norte. A partir da passagem por Belém (PA), Manaus (AM), Rio Branco (AC) e Porto Velho (RO), Eugênio Sávio, curador-geral do festival, junto com os fotógrafos João Castilho e Pedro David, curadores da exposição, se encontraram com mais de 100 artistas profissionais, intermediários e iniciantes. A viagem teve como resultado a mostra “Luz do Norte”, que integrou, em 2020, a programação do 10º Festival de Fotografia de Tiradentes. Até o dia 4 de dezembro, “Luz do Norte” ocupa a CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais (avenida Afonso Pena, 737, Centro), com obras de 33 artistas, inseridas em três eixos expográficos centrais: experimentalismo, atualidade e cotidiano da região amazônica. A visitação pode ser feita d terça-feira a sábado, das 9h às 21h.

Show acústico da Banda Ca$h

PUBLICIDADE

A Banda Ca$h apresenta seu primeiro show acústico no Teatro do Centro Cultural Unimed-BH, hoje, às 21h. O grupo, que é uma das bandas referência em rock’n’roll em Belo Horizonte, vai colocar no show presencial, com duração de duas horas, o sucesso das lives realizadas durante o momento mais duro da pandemia da Covid-19. Os ingressos para o show custam R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia) e podem ser adquiridos na bilheteria do Teatro ou no site da Eventim. O uso de máscara é obrigatório. A Ca$h produziu duas lives que impressionaram o público pela produção visual e musical. Assim que as casas de espetáculos foram abertas, a banda migrou o repertório das lives para os palcos e o sucesso foi instantâneo. Agora, o grupo retribui o carinho dos seus seguidores com o show com o melhor do repertório das duas apresentações on-line e garante algumas surpresas e convidados especiais. O grupo é formado pelos músicos Humberto Behrens, baixo e bateria, Daniel Gomes e Serge Hutin, guitarras, Daniel Mazzochi, vocais.

“Faixa de Cinema”

As paisagens do interior de Minas Gerais chegam à tela da “Faixa de Cinema”, da Rede Minas, hoje, às 23h. O vento, a poeira, as montanhas, o silêncio e o tempo compõem o cenário e enredo do documentário “Sopro”, do diretor juiz-forano Marcos Pimentel. O longa resgata detalhes de Minas escondidos em uma pequena vila rural, onde cinco famílias vivem há anos quase isoladas do mundo exterior. O filme “Sopro” fala sobre a existência humana e os mistérios da vida e da morte mostrados no cotidiano de uma vila rural, localizada nas proximidades do Parque Estadual do Ibitipoca, na Zona da Mata. As imagens acompanham pequenas casas isoladas na montanha da região e, principalmente, a visão de uma criança e suas descobertas sobre o mundo e a finitude da vida naquele espaço. O filme também pode ser visto, no mesmo horário, no site da emissora: redeminas.tv.

Exposição “Ramificações”

As obras do artista Shiiti foram escolhidas para fazer parte da série de exposições 2021 da Galeria do Minas II. Intitulada “Ramificações”, a mostra apresenta 46 obras, entre fotos e pinturas, de dimensões que variam entre 25,5cm x 23cm e 73cm x 53cm. A exposição busca relacionar imagens do cotidiano com as figuras que o artista coloca no papel e associar com o reconhecimento de imagens familiares, fenômeno chamado “pareidolia’. “‘Ramificações’ é um olhar pessoal dos traços que consigo encontrar pelo caminho. “Ramificações” pode ser visitada na Galeria do Minas II (avenida dos Bandeirantes, 2.323, no bairro Serra), até 1º de novembro, de segunda a sexta-feira, das 6h às 22h; aos sábados, das 6h às 20h; e aos domingos e feriados, das 6h às 19h. É obrigatório o uso de máscara. O vídeo da visita virtual da mostra será exibido no canal oficial do Minas Tênis Clube no YouTube.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!