Crédito: Freepik

”Retrato” de Inhotim

Setenta e duas vigas de ferro com mais de dez metros cada, lançadas a 30 metros de altura por um guindaste em uma “piscina” – um buraco na terra preenchido por 19 caminhões de concreto em 144 metros quadrados. A construção de uma das obras mais imponentes e icônicas do Inhotim está no terceiro episódio da série “Retrato”, que vai ao ar neste sábado (11), às 11h, nas redes sociais do Instituto Inhotim.

A montagem de Beam Drop Inhotim (2008) exigiu um preparo de meses da equipe do museu, que foi acompanhada pelo criador da obra, o americano Chris Burden. Artista fundamental para a arte contemporânea, Burden marcou o mundo com suas performances radicais nos anos 1960 e, em suas esculturas de grande porte, propõe uma reflexão sobre o sujeito em relação aos ambientes sociais e às instituições culturais.

“Jovem Instrumentista”

O BDMG Cultural abre hoje as inscrições para o programa “Jovem Instrumentista”, que podem ser feitas até 10 de agosto. Ao todo serão selecionados dez jovens instrumentistas com bolsa de tutoria de 30 horas/aula com músicos escolhidos pelos candidatos. O edital e o formulário de inscrição on-line estão disponíveis no site www.bdmgcultural.mg.gov.br.

O programa foi criado há 18 anos para fomentar e contribuir para a formação de jovens instrumentistas mineiros ou residentes em Minas Gerais, com idade até 25 anos, que ganham possibilidades de aprendizagem e interlocução artística com músicos mais experientes. Este ano, em prevenção ao Covid-19, o processo de inscrição e seleção será realizado on-line. Cada candidato poderá se inscrever com apenas um instrumento. As aulas deverão acontecer entre setembro e dezembro de 2020.

Clássicos japoneses

A Fundação Clóvis Salgado, por meio do Cine Humberto Mauro, prorrogou a mostra on-line “Clássicos do Cinema Japonês” até a próxima segunda-feira. A mostra contabiliza mais de 160 mil visualizações no canal da FCS do YouTube, e a pedido do público, ficará disponível por mais um final de semana.

O espectador terá a oportunidade de assistir aos três longas do diretor Yasujiro Ozu (1903-1963), três de Kenji Mizoguchi (1898-1956), três de Mikio Naruse (1905-1969), e um de Kinuyo Tanaka (1909-1977). O programa integra o projeto Palácio em Sua Companhia, e tem o objetivo de continuar garantindo ao público o repertório do Cine Humberto Mauro durante o período de isolamento social.

“My name is now”

“Quantas Elzas existem por aí?”. A declaração humilde é de uma das maiores cantoras da música brasileira no filme “My name is now”, da diretora mineira Elizabete Martins Campos. Vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, apresenta Elza Soares diante do espelho e da câmera.

A obra retrata a saga da mulher que desafiou a violência e as perdas utilizando, como arma, a voz potente e um discurso de resistência embalados por fortes melodias. O documentário será exibido na Faixa de Cinema, da Rede Minas, hoje, às 23h30. O retrato de Elza é apresentado no musical que fala de superação. A produção foi realizada durante seis anos, em mais de 30 horas de gravação e lançado em 2018.

Tecnologia no setor público

A Neoway, maior empresa de Big Data Analytics e Inteligência Artificial da América Latina, anuncia a segunda semana do Neoway DDB Talks 2020, evento on-line e gratuito que visa fomentar o ecossistema brasileiro de inovação. O tema principal da nova trilha é a tecnologia e seus impactos no setor público.

Especialistas participarão de palestras e debates sobre reforma tributária, gestão de riscos e estratégias digitais, que acontecem na próxima semana, a partir de segunda-feira, sempre às 17 horas. Para mais informações sobre o Neoway DDB Talks 2020, acesse https://www.datadrivenbusiness.com.br/.