COTAÇÃO DE 17/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9420

VENDA: R$4,9430

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0400

VENDA: R$5,1520

EURO

COMPRA: R$5,2307

VENDA: R$5,2334

OURO NY

U$1.814,77

OURO BM&F (g)

R$290,29 (g)

BOVESPA

+0,51

POUPANÇA

0,7025%

OFERECIMENTO

DC Mais

CURTAS DC MAIS | 18/01

COMPARTILHE

Crédito: Freepik

Visitas mediadas no CCBB BH

Mais que apresentar exposições fascinantes, o CCBB BH busca proporcionar experiências únicas ao público. É o caso das visitas mediadas oferecidas pelo CCBB Educativo, em que é possível aprofundar nos temas e artistas das mostras “Movimento Armorial – 50 anos” e “Nise da Silveira: A Revolução pelo Afeto”, agregando mais conhecimento aos passeios. As visitas mediadas estão disponíveis tanto o público em geral quanto grupos agendados. As visitas mediadas para o público geral acontecem presencialmente até o próximo sábado, amanhã e sexta-feira, às 12h, às 16h30 e às 18h; e na quinta e sábado, às 12h e às 16h30. De 23 a 31 de janeiro, as visitas são oferecidas domingos, segundas, quartas e sextas, às 12h e às 18h, e quintas e sábados às 12h. As versões em libras ocorrem quinta-feira e sábado, às 18h. Já as visitas mediadas agendadas para escolas e instituições são on-line, podem ter horários diversos e há limite de pessoas por grupo, de dez a 45 participantes. As inscrições são realizadas pelo site www.ccbbeducativo.com/visitas.

“Escola de Gênios”

A criançada que visitar o Boulevard Shopping BH até o próximo domingo pode se preparar para uma experiência única: uma escola sem professores e provas, mas com muitos desafios e diversão. Neste período, o mall recebe o circuito “Escola de Gênios”, no piso 1. Inspirado na série homônima do canal Gloob, a atração é direcionada a crianças de quatro a 11 anos, com entrada gratuita mediante preenchimento de cadastro no local e disponibilidade de vagas. Os tutores da escola recebem as crianças no salão de entrada. Quando menos esperam, uma sirene convoca o grupo para um ‘Desafio Relâmpago’ na biblioteca! Os visitantes terão apenas três minutos para resolver, em duplas, um quebra-cabeça e identificar uma grande descoberta da história da humanidade e o nome do ‘Gênio’ que a descobriu. Outro espaço, o laboratório de robótica, permite que os pequenos construam uma mão artificial.

“Terra dos cristais”

PUBLICIDADE




Quem segue, de Corinto a Joaquim Felício, na região Central de Minas Gerais, percorre 85 quilômetros pelas estradas que cortam o Estado. Décadas atrás, esse o trecho era feito, também, pela linha do trem. A travessia facilitava a mobilidade e alimentava a economia. Essa realidade hoje é apenas cenário nesses municípios, onde os casarões que abrigavam as estações continuam erguidos – alguns em bom estado. A equipe da Rede Minas visitou esses municípios e vai mostrar as histórias que nasceram com os trilhos no programa Estações, hoje, às 20h, O apito da locomotiva chegou em Corinto em 1906. A Estação Central alimentava vários ramais, como Diamantina, do Trem do Sertão, e Pirapora.. A carga continua a passar pelos trilhos, mas a estação foi desativada na década de 90. A situação freou o desenvolvimento econômico na época, que procurou outra via e encontrou no garimpo uma opção. Essa atividade rendeu à cidade o título de “terra dos cristais”.

Paulina Chiziane

Em entrevista ao presidente da Academia Mineira de Letras, Rogério Faria Tavares, e à professora Nazareth Soares Fonseca, da UFMG e da PUC Minas, a escritora moçambicana Paulina Chiziane, vencedora do Prêmio Camões de 2021, compartilhou detalhes de sua trajetória e de suas obras publicadas. O vídeo estará disponível no canal de YouTube da AML a partir das 11h da próxima quinta-feira. Na ocasião, a escritora relembra os primeiros contos publicados na imprensa de seu país e a publicação de seu primeiro livro, “Balada de Amor ao vento”, de 1990. Paulina Chiziane fala, ainda, sobre a difícil recepção de sua obra literária em Moçambique e como ela foi mais facilmente recebida na Europa. Na entrevista, a autora aborda como foi o processo de criação do best-seller “Niketche – uma história de poligamia”, editado no Brasil pela Companhia das Letras.

Laboratório de Regência

Realizado desde 2009, o Laboratório de Regência é uma iniciativa pioneira no Brasil, que possibilita a jovens regentes ter, sob a sua batuta, uma orquestra profissional e aprender, na prática, os desafios da regência. Desde então, já participaram 156 maestros, sendo que 48 conduziram a Filarmônica de Minas Gerais nos concertos de encerramento. Para a edição 2022, há vagas para quatro regentes ativos e 11 ouvintes, que participarão de aulas teóricas e técnicas com o maestro Fabio Mechetti, diretor artístico e regente titular da Filarmônica de Minas Gerais, e de ensaios com a orquestra. As inscrições estão abertas até 18 de fevereiro. Laboratório 2022 será realizado entre os dias 11 e 13 de abril. Ao final, quatro regentes conduzem a orquestra em concerto gratuito aberto ao público, no dia 13 de abril. Todos os jovens maestros brasileiros que tiverem experiência comprovada podem se inscrever. O edital com todas as informações e a ficha de inscrição está disponível no site da Filarmônica, em https://filarmonica.art.br/educacional/laboratorio-de-regencia/.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!