Crédito: Freepik

Adriana Araújo

Nesta sexta-feira (3), às 19h30, Adriana Araújo faz show no Memorial Vale em homenagem a compositores mineiros de samba. Nesse pocket show ela interpreta músicas escritas por compositores mineiros e canções inéditas que estarão em seu primeiro CD “Minha Verdade”, que será lançado no primeiro semestre de 2021. Nascida na comunidade da Pedreira Prado Lopes, na região da Lagoinha, berço do samba de Belo Horizonte, Adriana Araújo se destaca como uma das grandes vozes do samba mineiro. Esse evento integra o projeto Gerais Cultura de Minas do Memorial Vale.

Arte de rua

Até dia 31 de outubro, os amantes da arte podem conferir a exposição Rua Mútua – Retrospectiva Grupo Entre Aspas + Desali na AM Galeria de Arte (Rua do Ouro, 186, Serra). O trabalho individual do artista mineiro Desali, juntamente com a retrospectiva de 14 anos do Grupo Entre Aspas, coletivo de intervenção urbana do qual faz parte, une periferia e cidade por meio de obras compostas por matéria física e simbólica. A curadoria é de Manu Grossi. A exposição está aberta para o público seguindo os protocolos de segurança contra a Covid-19, por meio da visitação por agendamento. Para quem preferir ficar em casa, é possível acessar o viewing room no site da galeria, criado para que o público realize um tour virtual pelo espaço.

Francisco de Assis

Dando continuidade à programação do Festival Meu Vizinho Pardini 2020, que neste ano busca maior conexão com o público da terceira idade, no próximo dia 31 de outubro, às 17h, Carlos Nunes apresenta seu espetáculo: “Francisco de Assis – do rio ao riso”. Com 35 anos de carreira completados em 2020, o comediante mineiro entra no grupo 60+ (público alvo do projeto Viva Sua Idade) no mesmo dia da live, celebrando seu aniversário no palco. A peça será exibida para milhares de pessoas pelo Youtube do Hermes Pardini, diretamente do palco do Cine Theatro Brasil Vallourec – um dos teatros que ele tem mais apreço. Com direção própria e texto de Márcio Ares, o artista encena a comédia junto com o ator André Maurício. “Francisco de Assis – do rio ao riso” é inspirada na história do santo católico e, na peça de Carlos Nunes, visita aldeias italianas, mas também Brasília, escolas e asilos brasileiros, o interior da alma de um povo latino, dos simples e dos abastados, dos povos ribeirinhos e dos grandes fazendeiros.

Edi Rock: Origens

Neste sábado (31), às 20 horas, o projeto Diversidade Periférica destacará a trajetória do cantor e compositor Edi Rock, integrante do maior grupo da história do Hip Hop Brasileiro: o Racionais MC’s. Edi Rock tem um jeito peculiar na forma de compor seus trabalhos, escreveu algumas das músicas mais importantes do Rap, como “Negro Drama”, “A vida é desafio’, “That’s My Way” , entre tantas outras pérolas. Nessa apresentação, Edi Rock mergulhará em suas raízes musicais mais profundas e abrirá seus horizontes para explorar diferentes sons e se conectar com nomes da nova geração. O projeto “Origens” é uma celebração da música brasileira, em que o rap se junta ao funk, ao samba e até ao sertanejo, com influências de R&B, reggae, rock, blues e folk. A curadoria é de Patrícia Alencar, uma das diretoras da Central Única das Favelas (Cufa).