COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

“Encontro das Águas” funde linguagens

COMPARTILHE

" "
Crédito: Divulgação

“Encontro das Águas” foi construído através do universo afro-brasileiro presente tanto na obra “Mar Morto” de Jorge Amado quanto na cultura popular mineira, sobretudo do Norte do Estado e no Vale do Jequitinhonha. Essa rica junção cultural, partindo dos rios de Minas e entrando no mar de Amado, é expressa pelas linguagens do teatro, da música e da dança. É o prólogo do projeto ainda em construção “Mulheres de Mar”, e traz elementos precedentes e elucidativos da trama que irá se desenrolar posteriormente.

Regina Perocini, idealizadora do projeto – de família majoritariamente formada por mulheres do Vale do Jequitinhonha que carregam riquezas de saberes das cantigas, das danças de roda, das ervas, das rezas, do fazer humano com sentido, força e resistência – compartilha parte dessa herança nesse projeto. Em “Encontro das Águas”, costureiras, lavadeiras, artesãs e benzedeiras são mulheres que superam um conjunto de regras e preceitos injustos, passam a ocupar um papel diferente daquele já previsto por acordos sociais e que resistem à dura realidade imposta.

PUBLICIDADE




As danças e músicas exploradas são de influência afro-indígena e a trilha sonora executada ao vivo. Além disso, o repertório é composto de cantigas de domínio público, composições dos artistas do espetáculo e canções de grandes compositores da MPB como: Milton Nascimento, Dorival Caymmi e Paulo César Pinheiro. O roteiro apresenta trechos da obra de Amado, textos autorais, que conectam corpo e musicalidade, e convidam a refletir sobre racismo, preconceito, intolerância e questionamento sobre as injustas condições impostas às mulheres.

O lançamento da série de vídeos específicos contará com a participação dos artistas que fizeram parte da construção do espetáculo com o objetivo compartilhar com o público parte desse processo de criação transmitidas por meio de dança, música e prosa, levando ao público histórias que falam de ancestralidade, crenças, ritos e costumes populares.

Cabe salientar que serão observadas e respeitadas as medidas vigentes de prevenção ao contágio da Covid19, publicadas em âmbito federal, estadual e municipal, priorizando ações que não propiciem aglomerações em todas as etapas de produção e execução do projeto, que é financiado com recursos de Edital da Secretaria do Estado de Cultura de Minas Gerais. 

Neta e filha de moradores do Vale do Jequitinhonha, Regina Perocini vem desenvolvendo há mais de 20 anos um trabalho de pesquisa acerca das várias formas de linguagens culturais. Graduada em terapia ocupacional pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), busca em seus trabalhos artísticos favorecer a construção da cidadania, às questões relacionadas ao coletivo, desenvolver sentimento de pertencimento e fortalecimento de vínculos, bem como a ampliar espaços, promover a socialização e o respeito humano através da vivência por meio da dança e outras linguagens culturais.




Ela aprofundou seus estudos nas antigas danças do leste, cultura popular brasileira, flamenco, dança de salão e dança afro-brasileira. Como complemento de sua formação fez cursos de teatro, balé clássico, dança contemporânea, circo, canto e percussão. Uma parte do trabalho da artista está no endereço eletrônico https://bit.ly/2PeMHOV

Sete episódios serão exibidos neste mês de fevereiro no Canal Universitário de BH e na plataforma do Youtube. No capítulo I, intitulado “Inspiração”, Regina Perocini, conta o que é a série “Ensaio Aberto Encontro das Águas” e compartilha um pouco de como se deu a inspiração para a criação do espetáculo musical que originou essa série. O primeiro episódio poderá ser visto hoje e amanhã, às 19 horas.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!