COTAÇÃO DE 25/02/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5130

VENDA: R$5,5140

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6630

EURO

COMPRA: R$6,6719

VENDA: R$6,6749

OURO NY

U$1.774,05

OURO BM&F (g)

R$311,60 (g)

BOVESPA

-2,95

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

Enem terá novas provas nos dias 23 e 24 de fevereiro

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil

Rio de Janeiro – Estudantes que tiveram as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) canceladas em janeiro preparam-se para a aplicação do exame hoje e amanhã. A maior parte desses participantes está no Amazonas.

O estado inteiro teve as provas suspensas por conta do agravamento da pandemia da Covid-19. Mais de 160 mil estudantes estão inscritos no exame.  

PUBLICIDADE

Além do Amazonas, o Enem foi suspenso também nos municípios de Rolim de Moura (RO), onde estavam inscritos 2.863 e em Espigão D’Oeste (RO), com 969 inscritos.

“A cidade está toda parada agora. Estamos com toque de recolher a partir das 15h porque aumentaram os casos de Covid-19”, disse o estudante Matheus de Freitas, 19 anos, que mora em Parintins (AM). “A situação está complicada e a gente fica receoso de fazer a prova”, explica.

Quando a prova foi suspensa, em janeiro, o estudante disse à Agência Brasi  que sentiu-se aliviado e que estaria protegendo a família. Agora, mesmo com medo, ele diz que irá fazer o exame amanhã.

“Consegui estudar mais, tenho o privilégio de estudar com wifi e computador. Vou fazer a prova. Estou 80% pronto. Os 20% de preparo ainda que faltam eu consigo ainda até amanhã”.

Para reduzir a circulação nas ruas e reduzir as possibilidades de aglomeração, o governo do Amazonas decretou feriado escolar e ponto facultativo no estado nos dias de aplicação do Enem.

“Entendemos que é uma data importante para os nossos alunos, que, mesmo com os obstáculos impostos pela pandemia, dedicaram-se bastante durante todo o ano de 2020 para o Enem. Após a reaplicação das provas, daremos continuidade às atividades do ano letivo”, afirmou, em nota, o secretário de Educação em exercício, Luis Fabian Barbosa.

Além de ser aplicado para candidatos que tiveram as provas canceladas por conta do agravamento da pandemia do novo coronavírus, o Enem 2020 será reaplicado, a partir de hoje para aqueles participantes inscritos no Enem regular que não puderam fazer o exame por estarem com sintomas da Covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa e para os participantes prejudicados por questões logísticas.

O Enem 2020 regular foi aplicado nos dias 17 e 24 de janeiro no formato impresso, e nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro no formato digital. Agora, será aplicado o Enem PPL (Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa que inclua privação de liberdade).

Na mesma data, as provas serão reaplicadas aos candidatos do Enem regular, tanto do impresso quanto do digital, que tiveram os pedidos aprovados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Prevista no edital, a reaplicação do Enem pode ser solicitada por participantes que se sentiram prejudicados por conta de algum problema logístico, como falta de luz no local de prova. Neste ano, por conta da pandemia, puderam também pedir a reaplicação os participantes que apresentaram sintomas de covid-19 ou de outra doença infectocontagiosa.

A reaplicação seguirá as mesmas regras do Enem regular. Os horários de aplicação serão os mesmos. Os portões abrem às 11h30, no horário de Brasília, e fecham às 13h. A recomendação é que os estudantes cheguem com antecedência. Os participantes deverão levar um documento oficial com foto – não é permitida a apresentação de documento digital -, caneta preta de material transparente e máscara de proteção facial.

Os resultados finais, tanto do Enem digital quanto do Enem impresso e da reaplicação serão divulgados no dia 29 de março.

As notas do Enem poderão ser usadas para ingressar no ensino superior e para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (ProUni), e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). (ABr)

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente