Crédito: LÉO RODRIGUES / AGÊNCIA BRASIL

O Centro de Estudos Cinematográficos de Minas Gerais (CEC) realiza hoje, das 17 às 19h, o seminário “A História do CEC: Crítica e Cineclubismo em Belo Horizonte” em parceria com a PUC Minas pelo canal de Youtube do CEC. A participação é gratuita.

Esse primeiro encontro tratará da história do CEC e sua relação com o cinema mineiro, a partir dos depoimentos de sócios históricos da entidade, como o jornalista, pesquisador e cineasta Victor de Almeida; do crítico, escritor e pesquisador Mário Alves Coutinho; e do crítico, pesquisador e cineasta Paulo Augusto Gomes, membros da entidade desde o início de sua atuação como cinéfilos, produzindo filmes, críticas para a “Revista de Cinema” e jornais de grande circulação.

A proposta do seminário parte do convite do pesquisador e professor de História do Cinema da PUC/Minas, Pedro Vaz Perez, que mediará a conversa.

O evento inaugura o projeto Encontros de Cinema do CEC, que será uma iniciativa de debates e exposições sobre o cinema por videoconferência. A partir de um grupo de curadores, o CEC promoverá, quinzenalmente, encontros sobre temas definidos por seu conselho de colaboradores e com a participação de convidados especiais.

A proposta é que o projeto seja um marco de o novo momento para o CEC, a começar pela da celebração do aniversário de 70 anos da instituição, a serem comemorados em 2021, e pelos novos projetos da entidade, desenvolvidos de forma a seguir todos os protocolos de segurança. Desde 1951, o CEC se dedica à formação de público através do cineclubismo e reflexão crítica sobre o cinema nacional e estrangeiro formando diversas gerações de críticos e cineastas mineiros, a partir dos encontros regulares para discussão e debates sobre a sétima arte. Agora, a entidade se prepara para renovar e atualizar a forma de atuação na tarefa de formar novos públicos.

O projeto “Encontros de Cinema do CEC” é uma realização do Centro de Estudos Cinematográficos de Minas Gerais e do Instituto Humberto Mauro.