COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais
Crédito: Divulgação

Animais vítimas de tráfico e atropelamento, entre outros tipos de violência, retornam ao habitat natural em Minas Gerais. Por meio do Instituto Estadual de Florestas (IEF), eles são recebidos nos Centros de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), onde são atendidos e tratados até estarem saudáveis para envio às áreas de soltura do Projeto Asas (Áreas de Soltura de Animais Silvestres). Em todo o Estado, são 51 áreas cadastradas junto ao IEF e aptas para soltura. Somente neste ano, 1.800 animais já foram recebidos no Cetas e 970 foram soltos.

Entre os últimos animais resgatados estão três tamanduás-bandeiras órfãos que, após longo período de reabilitação, voltaram à natureza no mês passado, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. A espécie é ameaçada de extinção.

PUBLICIDADE

Para o trabalho do Projeto Asas, o IEF tem como parceiros o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e as organizações não governamentais (ONGs) Waita Instituto de Pesquisa e Conservação e a Águas Vivas Socioambiental.

Minas Gerais conta atualmente com três Cetas, localizados em Juiz de Fora (Zona da Mata), Montes Claros (Norte de Minas) e Belo Horizonte, onde a unidade é compartilhada com o Ibama.

“Em relação à reabilitação dos animais silvestres que chegam nessas estruturas e sua reintegração ao ambiente natural, as ações do IEF têm propiciado a soltura de uma média de 55% do total de animais recebidos”, afirma a diretora de Proteção à Fauna do IEF, Liliana Adriana Nappi Mateus.

Ela explica que algumas espécies necessitam de tempo maior para reabilitação, como foi o caso dos tamanduás no Triângulo, onde o projeto recebeu o nome de “Tamanduasas”. Para a espécie de tamanduás-bandeiras, o processo de soltura pode variar entre seis meses e um ano e meio.

Acolhimento – Sob os cuidados de uma equipe especializada e multidisciplinar, da Unidade Regional de Florestas e Biodiversidade (URFBio) Triângulo, os filhotes de tamanduás receberam tratamento desde o aleitamento ao desmame. Durante o processo de acolhimento, os animais foram, gradativamente, sendo avaliados para estarem aptos à soltura em seu habitat natural. Durante todo esse trabalho, os analistas ambientais da unidade Triângulo do IEF aproveitaram para fazer estudos sobre a espécie.

As informações são essenciais para manejo e conservação desses tamanduás em outras localidades.

O projeto “Tamanduasas” é uma parceria entre o IEF, o MPMG, a Polícia Militar de Minas Gerais (por meio da 9ª Cia de Meio Ambiente), o Projeto Bandeiras e Rodovias, o Instituto de Conservação de Animais Silvestres (ICA) e a ONG Águas Vivas Socioambiental.

A coordenadora de Proteção à Fauna da URFBio Triângulo, Mariceia Pádua, explica que os tamanduás foram acolhidos em um viveiro aberto, na região onde eles foram soltos e com cercas apenas para delimitação da área onde eles ficaram durante sua preparação para soltura. Lá eles receberam todos os cuidados necessários para sua saúde e bem-estar.

Mesmo depois do retorno à natureza, os profissionais do IEF continuam tendo informações sobre os animais, que estão sendo monitorados por meio de coletes doados pelo Naples Zoo at Caribbean Gardens, que é uma organização caribenha sem fins lucrativos que coopera em programas de conservação dentro e fora da natureza para espécies ameaçadas de extinção, por meio do parceiro do “Tamanduasas”, o Projeto Bandeiras e Rodovias. Os coletes são essenciais para indicar a localização desses animais, o que permite melhor acompanhamento deles. (Com informações da Agência Minas)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!