Crédito: Eliane Gouvea

Congonhas, cidade histórica localizada a 80 quilômetros de Belo Horizonte, no Campo das Vertentes, realiza, todos os anos, uma das mais belas semanas santas do País. Infelizmente, em 2020, com escalada das infecções pelo novo coronavírus (Covid-19), a festa religiosa não poderá ser realizada da forma convencional. Mas isso não será empecilho para manter viva a tradição.

Em mais uma ação para a disseminação da arte e cultura nestes tempos difíceis, o Museu de Congonhas, em parceria com a Secretaria de Cultura do município, estreia neste Domingo de Ramos, dia 5 de abril, uma minissérie no Canal Congonhas no Youtube, de cinco capítulos, que recontam os passos de Jesus até a ressurreição.

A minissérie sobre a Semana Santa de Congonhas traz um diferencial: o cenário. A maioria das cenas foi gravada no Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, onde Aleijadinho recriou as cenas da Via Sacra. Cada um dos episódios traz passagens que relatam, por meio dos personagens como Jesus, Maria, Pilatos, Tomé, Madalena, Pedro e Judas, os principais acontecimentos da história da crucificação e ressurreição de Cristo.

Os vídeos serão exibidos no Canal Congonhas no Youtube, no Domingo de Ramos, Terça-feira Santa (Encontro de Jesus com Maria), Quinta-feira Santa (Lava-pés), Sexta-feira da Paixão e Domingo de Páscoa, sempre às 8 horas.

A série é a segunda produção que o Museu de Congonhas estreia desde que precisou fechar as suas portas, temporariamente, em meados de março. A primeira, que já começou a ser exibida, tem como tema o Jubileu do Senhor do Bom Jesus de Matosinhos, festa que acontece anualmente na “Cidade dos Profetas”, no mês de setembro e que atrai milhares de pessoas.

Além destas produções, a instituição tem mantido uma diversificada programação virtual marcada pela #MCoEmCasa como visita virtual, quiz, indicações de entretenimento cultural, entre outras ações. A ampla agenda cultural, em 2020, conta com patrocínio da Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

“Resolvemos criar esta série para que mesmo neste momento em que estamos recolhidos em nossas casas, nesta quaresma/quarentena, a gente possa continuar divulgando essa mensagem do amor de Cristo por todos nós. Momento importante para as pessoas refletirem e verem esperança, renovação e transformação, assim como na Ressurreição. Os atores de diversos grupos de teatro de Congonhas se reúnem para ensaiar as encenações meses antes da Semana Santa e esta série resgata um pouco deste trabalho, que foi interrompido tão inesperadamente. É também um alento aos milhares de fiéis que esperam todos os anos para participar destes momentos”, explica José Felix Junqueira, o Zezeca, diretor artístico da Semana Santa de Congonhas.

Os vídeos estarão disponíveis a partir deste domingo (dia 5), sempre a partir das 8 horas da manhã, no Canal Congonhas e nas redes sociais do Museu de Congonhas e @museusdecongonhas, no Instagram. (Da Redação)