COTAÇÃO DE 24/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5030

VENDA: R$5,5030

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6630

EURO

COMPRA: R$6,2080

VENDA: R$6,2103

OURO NY

U$1.842,90

OURO BM&F (g)

R$323,72 (g)

BOVESPA

-0,92

POUPANÇA

0,5845%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

Movimento Tranquilo fomenta o setor musical

COMPARTILHE

" "
Crédito: Luana Buenano
Crédito: Luana Buenano

O Tranquilo nasceu em 2018, como um evento presencial que buscava conectar artistas de diferentes movimentos, cenas e gerações de Belo Horizonte e, ao mesmo tempo, mudar a forma de se pensar e consumir música e arte independente e autoral na cidade. Funcionando no formato de sarau, o evento, que acontece sempre às terças-feiras, em um local diferente da capital mineira, surge para reverberar aqueles artistas sem grandes projeções no mercado nacional.

O movimento criado por Thales Silva e Bernardo Bauer, ambos da área musical, trabalha na contramão do main stream de entretenimento e da cena musical atual. Com shows em formato menor e com curta duração, além de diminuir os custos totais de produção, o movimento busca fortalecer o conceito de criar experiências musicais intimistas e acessíveis a todo tipo de público.

PUBLICIDADE




O evento acontece através da contribuição sugerida, ou seja, as pessoas que assistem às apresentações contribuem com o valor que podem para estarem no evento. Essa idéia surgiu da vontade dos realizadores do movimento, de criar um evento musical democrático e com resquícios de uma noção social atenta à desigualdade das oportunidades, num país como o Brasil. Desta forma além de tornar o evento mais diverso, traz para pauta dois outros temas importantes inseridos diretamente na experiência do movimento, segundo Thales, “a educação e a consciência social”.

No dia 31 de outubro, o movimento celebrou os três anos do Tranquilo.  A edição, que contou com uma programação mais extensa, escolheu o Vão, instalado no DIÁRIO DO COMÉRCIO, para ser palco dessa comemoração tão especial para o mercado musical mineiro. A noite contou com a apresentação de Júlia Ribas, cantora e compositora, Marcelo Tofani, cantor e compositor, Mayí, cantora e dançarina, e a dupla Clara e Sofia.

Segundo Thales, a edição traduziu os valores que sempre defenderam: diversidade no que diz respeito aos gêneros musicais, às gerações e às identidades.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!