COTAÇÃO DE 18/06/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0680

VENDA: R$5,0690

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0370

VENDA: R$5,2330

EURO

COMPRA: R$5,9716

VENDA: R$5,9733

OURO NY

U$1.764,31

OURO BM&F (g)

R$286,98 (g)

BOVESPA

+0,27

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

Orquestra Ouro Preto grava disco

COMPARTILHE

Crédito: Nathalia Torres

A Orquestra Ouro Preto recebeu os pianistas Cristian Budu e Luiz Gustavo Carvalho para gravar seu 13º disco, desta vez, em homenagem a Mozart e Haydn, dois gênios da música erudita. Com previsão de lançamento para o primeiro semestre de 2022, o disco foi gravado em maio, no Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte, sem público e respeitando todos os protocolos de saúde e segurança para músicos e equipe envolvida na produção.

Em “Orquestra Ouro – Mozart e Haydn”, os músicos executam a “Sinfonia nº44” de Haydn e o “Concerto Para Dois Pianos nº10”, de Mozart, sendo esse último o único concerto para dois pianos feito pelo compositor alemão. Segundo o pianista Cristian Budu, a obra foi composta por Mozart em sua juventude e apresenta um lado mais dramático e operístico do compositor. “É muito lírico e, ao mesmo tempo, com tantos humores e cenas diferentes. Algo único que, eu e o Luiz Gustavo, juntamente com a orquestra, tivemos uma grande química ao tocarmos juntos”, disse.

PUBLICIDADE

O disco conta com uma orquestra de cordas, sopros e dois pianos. Para o maestro Rodrigo Toffolo, “trabalhar Haydn e Mozart é um desafio enorme, mas a Orquestra Ouro Preto está pronta e com maturidade para encarar esses dois grandes clássicos da música mundial, e deixar para o público um pouco da nossa maneira de interpretar esses dois compositores do classicismo europeu, dois Patrimônios da Humanidade”, completou.

 O concerto inédito demonstra, mais uma vez, a excelência e a versatilidade da Orquestra Ouro Preto, que neste ano, completa 21 anos de atividades, com o reconhecimento de ser uma das principais formações musicais do Brasil.

Cristian Budu é paulista, filho de romenos, e desponta como referência no mundo pianístico. Venceu o renomado Concurso Internacional Clara Haskil (Grande Prêmio + 2 prêmios extras, incluindo o prêmio do público), mais importante conquista por parte de um pianista brasileiro nos últimos 25 anos. Ganhou também prêmios como Instrumentista do Ano (2017) da APCA e Melhor Concerto do Ano (2016) no Guia da Folha.

Luiz Gustavo Carvalho é belo-horizontino e iniciou seus estudos de piano aos nove anos de idade. Foi vencedor do II Concurso Nelson Freire para Jovens Solistas, no Rio de Janeiro, e do Mozart Award da Orpheum Stiftung, em Zurique. A revista francesa “Le Monde de la Musique”, na edição de fevereiro de 2004, aponta o pianista brasileiro como um dos músicos mais promissores de toda a sua geração.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!