Crédito: RicardoLaf/FMC

As bibliotecas públicas municipais de Belo Horizonte ganharam um acervo de mais de 18 mil títulos entre 2018 e 2019. Atualmente, a população tem acesso gratuito a 46.350 títulos e 115.780 exemplares entre livros, folhetos, artigos, dissertações, monografias, teses, periódicos, CD-ROMs, DVDs, catálogos e outros itens.

Composta por 21 bibliotecas, a rede é mantida pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e da Fundação Municipal de Cultura (FMC).

As unidades atuam de forma integrada e oferecem  empréstimo domiciliar de livros e gibis, jornais para leitura local, visitas mediadas, realização de oficinas, narrações de histórias, saraus, rodas e clubes de leitura, encontros com escritores e debates temáticos.

Segundo o técnico em Literatura da FMC, Samuel Medina, a integração entre bibliotecas foi possível a partir da instalação do Pergamum, sistema informatizado de gerenciamento de dados e informações.

“Com este sistema, os acervos passaram a funcionar de forma conjunta. E, atualmente, cada leitora e leitor pode consultar pela internet o catálogo de todas as bibliotecas, tendo, desta maneira, acesso aos empréstimos de toda a rede”, explica.

As bibliotecas públicas procuram fornecer acervo literário atualizado e de qualidade que atenda a todas as faixas etárias, com profissionais capacitados para o atendimento aos mais de 15 mil usuários cadastrados.

Para a seleção das obras, uma comissão realiza as pesquisas e o levantamento dos títulos e quantidades de exemplares que possam atender as demandas de cada biblioteca, pautando-se em conhecimentos técnicos e considerando mercado editorial, crítica literária especializada e o trabalho de mediação de leitura feito nas bibliotecas.

Carteirinha – Qualquer pessoa tem direito ao empréstimo mediante a apresentação da carteirinha de leitora ou leitor. Para fazer a carteirinha, basta apresentar um documento de identidade e comprovante de endereço em uma das bibliotecas da rede.

Os menores de 12 anos devem estar acompanhados pelos pais ou responsáveis ou com uma autorização por escrito, para que possam obter a carteirinha.

Além dos investimentos no acervo e no acesso facilitado da população aos títulos, a rede de bibliotecas realiza várias atividades que promovem e incentivam a leitura de maneiras diversas e criativas.