COTAÇÃO DE 27/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3780

VENDA: R$5,3790

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3130

VENDA: R$5,5370

EURO

COMPRA: R$6,2562

VENDA: R$6,2591

OURO NY

U$1.750,16

OURO BM&F (g)

R$300,91 (g)

BOVESPA

+0,27

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

Placas homenageiam Murilo Rubião

COMPARTILHE

#DC Mais | Imagem: Pexels / Arte: Will Araújo
#DC Mais | Imagem: Pexels / Arte: Will Araújo

Passear pelas ruas de uma cidade pode ser uma oportunidade de conhecer também parte de sua paisagem humana. Homens e mulheres que, com seu trabalho e trajetória de vida, tiveram papel relevante na história do lugar.

O escritor mineiro Murilo Rubião, morto em 16 de setembro de 1991, morou em vários lugares de Belo Horizonte. Aqui chegou ainda criança, vindo com a família de Carmo de Minas, sua terra natal. Sua primeira moradia, um sobrado na rua Goitacazes, não existe mais. Assim como uma casa no bairro da Serra onde viveu na década de 1940.

PUBLICIDADE

Depois disso, morou em prédios de apartamentos, em cinco endereços diferentes. Três deles já receberam as placas indicativas, com grande receptividade por parte dos moradores. Alguns deles chegaram a conviver com o escritor e guardam boas lembranças de quando foram vizinhos. As placas já foram instaladas nos seguintes endereços: rua Leopoldina, 822, Santo Antônio; rua Trifana, 529, Serra; e rua do Ouro, 777, Serra.

Murilo Eugênio Rubião (1916-1991) nasceu em Silvestre Ferraz (atual Carmo de Minas). Mudou-se para Belo Horizonte em 1923, onde concluiu o primário no Grupo Escolar Afonso Pena, o ginasial no Colégio Arnaldo e o curso de direito na Universidade de Minas Gerais em 1942. Funcionário público e jornalista, ele conciliou a vida de escritor com o trabalho em diversos jornais e revistas de Belo Horizonte.

Além de ter atuado como chefe de gabinete de Juscelino Kubitschek quando este foi governador de Minas Gerais, Rubião também exerceu diversos cargos importantes na administração pública, sempre na área cultural, tais como a direção: da Rádio Inconfidência de Minas Gerais, da Imprensa Oficial de Minas Gerais e da Escola de Belas Artes de Belo Horizonte (Escola Guignard). Outra importante realização de Rubião foi criar o Suplemento Literário de Minas Gerais, que até os dias de hoje é tido como uma das melhores publicações da imprensa cultural do Brasil, sendo reconhecido internacionalmente.

Considerado a grande referência do realismo fantástico em língua portuguesa, Murilo Rubião publicou uma obra pequena (33 contos), mas bastante original e polissêmica. Nela sobressaem os conflitos do homem contemporâneo diante do absurdo da vida, da finitude e da solidão cósmica. Os diversos personagens vivem com naturalidade situações insólitas, que levam o leitor a questionar o seu próprio percurso existencial.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!