COTAÇÃO DE 27/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3780

VENDA: R$5,3790

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3130

VENDA: R$5,5370

EURO

COMPRA: R$6,2562

VENDA: R$6,2591

OURO NY

U$1.750,16

OURO BM&F (g)

R$300,91 (g)

BOVESPA

+0,27

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais livre
Crédito: Divulgação/Setur-MG

O governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), anuncia a retomada do Programa Estadual de Gastronomia, que objetiva reconhecer a culinária como setor estratégico para o desenvolvimento sustentável do Estado.

Na última semana, grupo formado por integrantes de órgãos das administrações públicas direta e indireta e representantes de entidades convidadas se reuniu para alinhar as diretrizes de resgate dos trabalhos já desenvolvidos e planejar novas ações.

PUBLICIDADE

O programa prevê atividades em diversas frentes como o desenvolvimento de políticas públicas, a revisão das estratégias já traçadas e o acompanhamento das ações previstas.

A subsecretária de Turismo, Marina Simião, apresentou a Marca Minas e demonstrou como ela pode ser aplicada no mercado. Na sequência, explicou o histórico de ações já realizadas, em andamento e as que aguardam execução.

Os participantes do grupo se comprometeram a fazer a revisão das ações pactuadas junto às suas respectivas instituições. O próximo passo, em encontro em abril, será a sugestão de planos de ação.

A gastronomia mineira é uma expressão cultural e revela elementos da identidade de Minas Gerais e de seu povo. As tradições em torno do alimento, a diversidade de produtos, a presença de produtores e profissionais reconhecidos em todo o País e no exterior são aspectos que demonstram essa relevância.

Referência em sabores e em história, a culinária mineira é um setor gerador de oportunidades e de desenvolvimento econômico para o estado, inclusive como atrativo turístico.

A retomada do programa confirma ainda o papel de Minas como estado pioneiro em desenvolver políticas públicas para o setor de gastronomia, tanto na criação de lei que trata o tema quanto na inclusão do segmento na Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

No Estado, o assunto é trabalhado de forma multidimensional e interdisciplinar, com observação e incentivos a todos os elos da cadeia produtiva e de forma a levar em conta características sociais, culturais e turísticas relacionadas a dinâmica da produção, consumo, saberes e modos de fazer, da origem do alimento à mesa. (As informações são da Agência Minas)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!