COTAÇÃO DE

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6280

VENDA: R$5,6280

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6030

VENDA: R$5,7800

EURO

COMPRA: R$6,7254

VENDA: R$6,7278

OURO NY

U$1.763,38

OURO BM&F (g)

R$319,29 (g)

BOVESPA

+0,34

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

Tiradentes é tema de exposição virtual

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Assessoria de imprensa da UFMG

Uma exposição virtual das 14 telas da Ópera Tiradentes, instaladas em 1926 na Sala de Recitais do Conservatório UFMG, está disponível no YouTube, em uma iniciativa que integra as comemorações do 300 anos de Minas Gerais.

A programação comemorativa, lançada em março pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e instituições parceiras, foi parcialmente suspensa em razão dos esforços para contenção da pandemia causada pelo novo coronavírus, como forma de atender às medidas de isolamento social recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

PUBLICIDADE

Responsável pela curadoria das comemorações dos 300 anos de Minas, a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) incorporou a exposição virtual à programação, em uma alternativa às limitações impostas pela epidemia.

Também participam das comemorações do tricentenário o Tribunal de Justiça, o Ministério Público, a Defensoria Pública e o Tribunal de Contas do Estado.

As pinturas em exibição foram criadas pelos artistas plásticos Antônio e Dakir Parreiras, pai e filho, na época da inauguração do edifício do Conservatório UFMG. Elas retratam cenas inspiradas na ópera do violinista e compositor Manoel Joaquim de Macedo Júnior (1845-1925).

A exposição virtual é uma iniciativa da Diretoria de Ação Cultural da UFMG (DAC), que a exibe em seu canal no YouTube. O trabalho é uma ação conjunta do Conservatório, do Campus Cultural UFMG em Tiradentes e do Acervo Artístico UFMG, todos geridos pela DAC.

Além do vídeo com explicações sobre o contexto histórico das pinturas e da ópera, também foram disponibilizadas reproduções digitais das 14 telas.

Ópera – A versão para canto e piano da ópera foi concluída por Manoel Macedo por volta de 1908. O vídeo em exibição traz informações sobre as cenas da trama, que acontece em quatro atos: A Aspiração, A Conspiração, A traição e, por fim, Julgamento e Patíbulo.

O vídeo combina as imagens com as histórias do libreto e da Inconfidência, que ocorreu entre 1789 e 1792. O trabalho de pesquisa e elaboração da mostra foi conduzido pela coordenadora do Acervo Artístico UFMG, Ana Panisset, pela coordenadora do Campus Cultural UFMG em Tiradentes, Verona Segantini, pelo diretor do Conservatório UFMG, Fernando Rocha, e pela servidora do Conservatório UFMG Letícia Miranda.

O Conservatório UFMG foi instalado em 1926 no prédio da avenida Afonso Pena, no Centro de Belo Horizonte. Para decoração do auditório, os pintores Antônio e Dakir Parreiras produziram 13 telas instaladas nas paredes laterais e um painel principal, instalado no palco.

Originalmente fixadas às paredes, as telas foram removidas em 1965, com a reforma do prédio do conservatório. Após um processo de restauração, elas foram novamente expostas na Escola de Música, em 1978.

Já a ópera produzida por Manoel Macedo foi montada parcialmente em 1992, para a comemoração dos 200 anos de morte de Tiradentes. Desde então, foi reapresentada em diversos eventos na UFMG. (As informações são da ALMG)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!