Crédito: Divulgação/Prefeitura Municipal de Tiradentes

Representantes das entidades culturais de Tiradentes, no Campo das Vertentes, assinaram, na última terça-feira, no gabinete do prefeito Zé Antônio do Pacu, o termo de concessão de subvenção para investimento na cultura e arte e no patrimônio cultural do município.

Em 2017, com dificuldades orçamentárias, o valor destinado à área cultural foi de R$ 32.400,00. Neste ano, houve um salto para R$ 373.000,00.

Este é o maior programa de repasse de subvenções da história do município, respaldado pela Lei Federal nº 13.019. O valor de R$ 90.000,00, destinado à Sociedade Orquestra e Banda Ramalho, é indicado para a manutenção das atividades, salários de professores e maestros, ajuda de custo para bolsistas, compra e manutenção de instrumentos e demais investimentos.

A Oficina de Teatro Entre & Vista receberá R$ 50.000,00 para a manutenção da entidade, incluindo os grupos de seresta e teatro e as oficinas de teatro. Serão destinados R$ 30.000,00 ao Museu da Liturgia para o desenvolvimento de trabalhos de educação patrimonial.

O Instituto Histórico e Geográfico de Tiradentes receberá R$ 173.000,00 para restaurações de diversos bens tombados no município, como a Capela do Canjica e suas imagens, toda parte elétrica da Igreja de Nossa Senhora do Rosário, a imagem de São José do Chafariz, pintura do Chafariz, pintura interna e externa da Igreja de São Francisco de Paula, pintura interna e externa da Igreja do Gaspar, pintura do Monumento ao Tiradentes no Largo das Forras e aquisição de 47 extintores de incêndio para todas as igrejas tombadas, passinhos, biblioteca e arquivo municipal.

Estes recursos são provenientes do Fundo Municipal de Patrimônio Cultural e todo o investimento foi aprovado pelo Conselho Municipal de Políticas Culturais e Patrimônio.

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo ainda destina recursos próprios do município às duas entidades, por dois anos consecutivos: R$ 18.000,00 ao Coro Viva Voz, para manutenção das atividades do coro e R$ 12.000,00 para a Associação dos Amigos do Festival Artes Vertentes, para a promoção das atividades educativas com aulas de musicalização e artes.

“Esta é a primeira gestão municipal que apoia a Associação dos Amigos do Festival Artes Vertentes. A associação existe desde 2012 e em 2019 foi a primeira vez que recebemos apoio da prefeitura e estamos recebendo mais um repasse agora”, afirma o presidente da entidade, Antônio Vidigal.

O secretário municipal de Cultura, Henrique Hohrmann atribui este investimento e valorização da cultura de Tiradentes à empregabilidade de 100% do ICMS Cultural.
Representantes da Apae e do Lar de Idosos Abrigo Tiradentes também assinaram, a concessão da subvenção referente ao ano de 2020, destinada a estas entidades de extrema importância para os tiradentinos. Para o Abrigo, o valor concedido é de R$ 39.600,00.

A Apae recebe dois repasses, sendo R$ 82.000,00 da educação e R$ 14.500,00 da saúde. (Da Redação)