COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

VIVER EM VOZ ALTA | A Bienal Virtual Mineira do Livro

COMPARTILHE

CRÉDITO: DIVULGAÇÃO

Com sessenta horas de programação inédita e exclusiva, a Bienal Virtual Mineira do Livro, que começou na terça, dia 21, vai até o dia 30, quinta que vem, oferecendo ao público um contato direto, rico e divertido com o mundo da literatura. O homenageado desta edição é Olavo Romano, presidente emérito da Academia Mineira de Letras e uma das mais queridas personalidades da cultura de Minas. Promovido pela Câmara Mineira do Livro e pelas Asas Produções, do competente Marcus Ferreira, o evento é uma oportunidade privilegiada para conhecer autores e obras literárias que podem fazer a diferença na nossa vida. Integralmente gratuitas, as sessões podem ser acessadas pelo site www.bienalvirtual.com.br. Uma novidade interessante é a Loja da Bienal, em que é possível adquirir rapidamente uma infinidade de livros, com frete grátis para todo o Brasil. A cada vinte exemplares vendidos, será doado um para os estudantes e professores da rede pública de ensino.

 Na curadoria e na mediação do Café Literário da Bienal, tive a alegria de selecionar dez autores para serem entrevistados. O primeiro foi Ignácio de Loyola Brandão, paulista de Araraquara, cronista e romancista, autor de livros clássicos da literatura brasileira, como “Zero”, “Não verás país nenhum” e “O verde violentou o muro”. Membro da Academia Brasileira de Letras, Ignácio é, hoje, um dos intelectuais mais atentos e sensíveis ao que se passa neste país tão sofrido chamado Brasil. Na conversa, que foi ao ar na quarta, mas continua disponível no site, ele revelou o título de seu novo romance, que se passa em plena pandemia: “Por que Deus não diz claramente o que quer de nós?”. Na trama, o protagonista Lázaro perde a mulher para o coronavírus mas continua a viver como se ela permanecesse ao seu lado.

PUBLICIDADE

 Outro nome que fiz questão de escolher foi o de Léo Cunha, uma das principais expressões da literatura infanto-juvenil atualmente. Com vasta produção, Léo também é dramaturgo e compositor, dedicando-se, ainda, à sala de aula, onde, por décadas, vem atuando como professor. No território dos livros escritos para as crianças, também está Kiusam de Oliveira, sobre cuja obra já escrevi nessa coluna. Responsável por joias como “Omo-oba – histórias de princesas”, lançado pela Mazza Edições, e “O mundo no black power de Tayó”, a autora produz uma literatura que é chamada, pelos estudiosos, de curativa, por promover o reencontro e a reconciliação dos meninos e das meninas afro-descendentes com o seu corpo, a sua cultura e sua história. A excelente Ana Elisa Ribeiro, poeta e contista, também está no time, e fala, na Bienal, sobre o ótimo “Romieta e Julieu”, sua criativa recriação do clássico de Shakespeare.

 A consagrada atriz Maria Flor é outra das entrevistadas, por conta de sua estreia na literatura. Com muito gosto, li “Já não me sinto só”, editado pela Planeta do Brasil, e encantei-me pelo modo como a narradora apresenta a história, ambientada no deserto do Jalapão, no estado do Tocantins, durante as filmagens de um longa-metragem. Claramente inspirada nas experiências da autora, é trama envolvente e sedutora, que os leitores não conseguem largar. Cativante, a escritora também aborda a sua trajetória na tevê e, sobretudo, no cinema, onde, além de interpretar, também trabalhou como diretora.

*Jornalista. Doutor em literatura. Presidente da Academia Mineira de Letras
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!