COTAÇÃO DO DIA 22/01/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4780

VENDA: R$5,4790

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5070

VENDA: R$5,6470

EURO

COMPRA: R$6,6088

VENDA: R$6,6101

OURO NY

U$1.853,68Pg�

OURO BM&F (g)

R$ (g)

BOVESPA

-0,80

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

Mercantil do Brasil - ADS

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais
Página Inicial » DC Mais » VIVER EM VOZ ALTA | A literatura de Antônio Torres

VIVER EM VOZ ALTA | A literatura de Antônio Torres

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Julien Karl

ROGÉRIO FARIA TAVARES*

Antônio Torres nasceu há 80 anos, em Junco, na Bahia, onde hoje é o município de Sátiro Dias. Aprendeu as primeiras letras com a mãe, em casa. Quando entrou para a escola, teve duas professoras – Serafina e Teresa – que marcaram para sempre a sua vida, sobretudo por meio do incentivo à leitura e à escrita. O escritor não esquece quando travou os contatos iniciais com os poetas e os prosadores brasileiros, com o auxílio das famosas antologias escolares, largamente difundidas pelas salas de aula daquela época.

Castro Alves e José de Alencar foram grandes descobertas. Ler em voz alta era um dos recursos mais empregados para disseminar nos estudantes o gosto pela literatura. “E era uma ótima estratégia. A gente percebia o som e o ritmo das palavras”, recordou-se o ocupante da cadeira de número 23 da Academia Brasileira de Letras durante a entrevista que me concedeu nesta semana. A conversa está disponível no canal exclusivo da Academia Mineira de Letras no YouTube e é um presente para todos os que apreciam a obra do autor de “Um Táxi para Viena d’Áustria”.

De Junco, Torres mudou-se para Alagoinhas, onde estudou por alguns anos, beneficiando-se de um clima cultural efervescente. Também foi lá que começou a redigir matérias para a imprensa, profissão que abraçaria com garra após mudar-se para Salvador e, cerca de um ano depois, para São Paulo. Seu sonho era trabalhar no “Última Hora”, famoso diário fundado por Samuel Wainer, posição conquistada logo que chegou a Sampa. A atuação como publicitário também foi longa e repleta de boas experiências. “Aprendi a ver o mundo pelo jornalismo. A publicidade ensinou-me a contar tudo bem rapidinho”, relembrou.

A estreia na ficção deu-se em 1972, com o lançamento de “Um cão uivando para a lua”, sucesso de público, de crítica e entre os colegas brasileiros, recebendo elogios de Jorge Amado e Marques Rebelo. Em 76, no entanto, “Essa Terra” alçaria a carreira do escritor a outro patamar. Hoje traduzida para vários países (França, Itália, Alemanha, Holanda, Reino Unido, Estados Unidos, Israel…), em mais de 18 idiomas, a obra já ultrapassou a marca das trinta edições e continua seduzindo leitores de todo o planeta com a história de Nelo, o homem que retorna à sua terra natal depois de um período passado na capital paulista. Mais não vou dizer…

Dono de estilo claro, preciso e elegante, Antônio Torres também fez incursões preciosas pelo romance histórico. “Meu querido canibal” expõe a saga de Cunhambebe, líder indígena de importante participação na história do Brasil colonial. “O nobre sequestrador” é sobre René Duguay-Trouin, o corsário do Rei Luís XIV que, em 1711, protagonizou inesquecível episódio ambientado do Rio de Janeiro.

“Minu, o gato azul”, lançado na Coleção “Bichos e outras histórias”, da Editora Rocco, foi, até agora, o único enredo do autor criado especialmente para as crianças. “Meninos, eu conto”, por sua vez, reúne três narrativas curtas voltadas para adolescentes e recebeu o selo de “livro altamente recomendável” da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil. Ambos são ótimas dicas para os pais que querem surpreender seus filhos no fim de ano com presentes absolutamente encantadores, como, de resto, é a literatura de Antônio Torres.

*Jornalista. Doutor em literatura. Presidente da Academia Mineira de Letras.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente