COTAÇÃO DE 07/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2280

VENDA: R$5,2290

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2070

VENDA: R$5,3830

EURO

COMPRA: R$6,3509

VENDA: R$6,3522

OURO NY

U$1.831,42

OURO BM&F (g)

R$307,84 (g)

BOVESPA

+1,77

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais

VIVER EM VOZ ALTA | A Livraria Quixote

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação

A cultura é o solo sobre o qual se levantam os modos de ser e de viver de um povo. Por meio dela, distintas comunidades definem e expressam suas relações com o mundo e o que dele são capazes de extrair, tanto para vencer o presente quanto para sonhar o futuro. As artes dão os criativos contornos por meio dos quais tal processo se efetua. Tão essenciais, pois, quanto o ar e a água, a cultura e as artes são o alimento da alma, da mente e – não tenham dúvida – também do corpo. Por isso, é fácil saber quando uma cidade trata bem os seus habitantes. Entre os indicadores principais estão, indiscutivelmente, a valorização da educação e da saúde e o respeito ao meio ambiente. Mas de nenhuma lista responsável ficará de fora o estímulo à vida cultural e artística. Entre outros benefícios, a chamada ‘economia criativa’ mobiliza extensa cadeia produtiva, gerando emprego e renda e concretizando os ideais de inclusão previstos pela Constituição cidadã de 88 e pela legislação que a ela se seguiu. Afinal, cultura não é favor nem privilégio. É direito.

 Como muitos municípios brasileiros, Belo Horizonte abriga manifestações culturais de primeira linha, lideradas por artistas e gestores de alto padrão. Lugar em que atuam os grupos Corpo e Galpão, a Mimulus e a Fundação de Educação Artística, da querida Berenice Menegale, é, entretanto, na íntima conexão com os livros que ela se alinha, de forma emblemática, à sua origem e à sua história mais que centenária. Desde os tempos do Curral Del Rei, por aqui já circulavam escritores e leitores. Durante a construção da nova capital, Alfredo Camarate publicava textos saborosíssimos. Em 1903, Avelino Fóscolo lançava “A capital”, primeiro romance ambientado em Beagá. Ao longo das décadas, o amor da cidade pela Literatura foi ficando cada vez mais evidente, bastando, para comprová-lo, consultar os legados de Drummond e de Nava, para citar apenas dois.

PUBLICIDADE

 Elos imprescindíveis dessa corrente que forma a vida literária, as livrarias dão a medida do quanto uma cidade é civilizada. É assim no mundo todo. Além de pontos de comercialização, são espaços de sociabilidade e encontro, de diálogo, reflexão e crítica. E de resistência contra a ignorância, a truculência e a barbárie. Defendê-las, portanto, e ainda mais agora, durante a pandemia, é atitude de que não se pode abrir mão.

 Fundada em 2003, por Alencar Perdigão (também dono da ótima editora ‘Quixote + Do’, com Luciana Tanure), e desde sempre no mesmo endereço, à rua Fernandes Tourinho, 274, em seus dezoito anos a livraria Quixote consolidou-se como referência de inteligência e de apreço pelas atividades culturais da cidade. É a promotora, por exemplo, do “Festival Livro na Rua”, o Flir. Fechada por cerca de sete meses em razão dos protocolos sanitários, ela lançou agora uma campanha de venda de ‘vale-compras’, indispensável para manter-se de pé. Os clientes podem adquirir, por transferência bancária, cupons de diferentes valores e resgatar os livros até o final de dezembro, com entrega em domicílio ou diretamente na loja, o que é sempre um prazer. Afinal, lá é possível bater um papo com o próprio Alencar, a Cláudia (sua mulher e sócia) e os competentes livreiros Andrea Ledo e Bruno Zattar, com quem é sempre bom conversar sobre livros e sobre literatura (os dois sabem do que falam). Belo Horizonte já aceitou perder os cines Metrópole, Pathé, Savassi Cineclube e Usina, as livrarias Mineiriana e Van Damme. Não vamos, de modo algum, ficar sem a Quixote.

*Jornalista. Doutor em literatura. Presidente da Academia Mineira de Letras
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!