Mulheres negras

O Encontro Estadual das Mulheres Negras de Minas Gerais, de sexta-feira (21) a domingo (23), em BH, integra o calendário preparatório para o “Encontro Nacional de Mulheres Negras 30 Anos: contra o Racismo e a Violência e pelo Bem Viver – Mulheres Negras Movem o Brasil”, previsto para 13 a 15 de dezembro, em Goiânia. Neste ano se completa 30 anos do primeiro encontro nacional como espaço central de articulação política no País. “Estamos em processo de rearticulação da Rede Estadual de Mulheres Negras de Minas Gerais e a preparação do encontro nacional visa ao protagonismo e a construções coletivas das mulheres negras para que se mantenham atuantes”, afirma Benilda Brito, do Nzinga Coletivo de Mulheres Negras de BH. O encontro de Minas Gerais será no Recanto São José (Rua Júlio de Castilho, 561, Betânia). Mais informações: Benilda Brito (31) 9.71668521, Eliane Dias 9.8879-6164 e-mails rededemulheresnegrasdemg@gmail.com ou nzingacoletivo@gmail.com.

Contra a violência

A Plenária Final do Parlamento Jovem de Minas 2018, em sua edição comemorativa de 15 anos, debate na próxima sexta-feira (21), às 10h, o tema “Violência contra a Mulher”, no Plenário Juscelino Kubitschek (Rua Rodrigues Caldas, 30, Santo Agostinho, Belo Horizonte) da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais (ALMG). Na ocasião, estudantes do ensino médio de 81 municípios do Estado de Minas Gerais discutirão e votarão propostas para o poder público relativas ao tema “Violência contra a Mulher”. A reunião será possível a partir de parceria da ALMG com as câmaras municipais desses 81 municípios.

Detentos aprendizes

Aprender, se desenvolver e ter apoio para fazer um futuro diferente. É assim que 29 detentos do regime fechado do Complexo Penitenciário Público-Privado (CPPP) de Ribeirão das Neves, Região Metropolitana de BH, estão tendo a oportunidade de dar o primeiro passo para o reinício de suas vidas. Em ação pioneira no País, a MRV Engenharia os contratou como aprendizes. Por 11 meses, eles serão capacitados, combinando formação teórica e prática. Em sala de aula, vão aprender sobre informática e processos administrativos. Em ambiente que simula uma empresa, serão motivados a colocar o conhecimento em prática. Trabalhando seis horas por dia, receberão um salário que será repassado aos familiares. O projeto poderá ser renovado. “A iniciativa servirá de referência para outras empresas, tem o aval do Ministério do Trabalho e vai ao encontro do que a MRV acredita, que só por meio da educação podemos mudar o futuro do Brasil”, diz o diretor Jurídico da MRV Engenharia, Raphael Lafetá.

Dramaturgia

Criada em 2012, a mostra Janela de Dramaturgia está em sua sexta edição, com trajetória marcada pelo fomento, divulgação e incentivo à produção dramatúrgica no País. Idealizada pelos dramaturgos Sara Pinheiro e Vinícius Souza, consolidou-se como evento referência na área. Seguindo a programação de 2018, será oferecida hoje ao público, no Teatro 2 do Centro Cultural Banco do Brasil, o CCBB-BH (Praça da Liberdade, 450, Funcionários), em BH, a leitura dramatizada de obras inéditas, de autores brasileiros, além de dois textos de dramaturgos estrangeiros. Haverá ainda bate-papos com os autores participantes. A mostra apresentará, ao todo, 10 trabalhos inéditos. Serão lidos os textos “Amor Fast-Food”, do dramaturgo e ator Amarildo Felix (São Paulo/SP), e “Pequeno Tratado Amoroso”, do dramaturgo, escritor, ator e performer Anderson Feliciano. A entrada é franca. Mais informações: www.janeladedramaturgia.com.