COTAÇÃO DE 26/02/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6050

VENDA: R$5,6055

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5730

VENDA: R$5,7530

EURO

COMPRA: R$6,7113

VENDA: R$6,7142

OURO NY

U$1.732,60

OURO BM&F (g)

R$307,54 (g)

BOVESPA

-1,98

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Fintech promete reduzir inadimplência

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram


Quinze bilhões de reais é o total de créditos a que PMEs têm direito a receber, mas estão em atraso ou simplesmente inadimplentes, segundo levantamento do Sebrae. O número assusta e indica que os pequenos empresários arcam com o prejuízo. Recorrer a empresas de cobrança tradicionais pode não ser a melhor opção pois, muitas vezes, elas exigem uma carteira de títulos em atraso alta demais para o porte desses negócios.

A fim de suprir essa demanda e facilitar a vida dos empreendedores, foi lançada a debitto (www.debitto.com.br), fintech de cobrança online.

PUBLICIDADE


“Recuperar créditos perdidos é a melhor fonte de recursos para PMEs, ainda mais considerando os custos de outras formas de financiamento”, diz o CEO da debitto, Cristiano Del Moral. Ele e mais três sócios já atuam há 20 anos no setor com um call center de cobrança, e identificaram um nicho na necessidade de pequenos empresários por ferramentas mais simples e efetivas para criar a startup. Entre as principais vantagens que oferece está a flexibilidade na quantidade e valor de títulos que as empresas podem registrar para cobrança, já que mesmo os menores fazem grande diferença nas contas se não forem pagos.


Sobre a efetividade na recuperação das quantias, Del Moral ressalta que o tempo da dívida é essencial, mas que, em média, o empresário tem seu dinheiro de volta em 30% a 40% dos casos. “Quanto mais recente, maior a probabilidade de dar certo. Um cheque que voltou há dois anos tem mais chances que um de cinco anos”, explica. A startup fica com 20% dos valores que consegue recuperar.


O funcionamento é simples. O usuário realiza um cadastro próprio no site e, depois, insere as informações do título inadimplente – cheques, boletos, duplicatas, entre outros -, manualmente ou por upload de uma planilha. A partir desse ponto, a equipe da debitto define internamente uma estratégia de cobrança e inicia os contatos seguindo uma “régua de acionamento”, que passa por e-mail, SMS, WhatsApp e ligação, além de atualizar os dados de clientes que tenham mudado o endereço ou telefone.


“Faremos todo o esforço necessário para receber do devedor, ao contrário de outras soluções, que disponibilizam apenas uma plataforma e deixam todo o trabalho para o cliente”, declara o CEO. O software tem integração flexível a qualquer tipo de sistema, e o usuário monitora os resultados por um painel exclusivo.


A expectativa é atender ao menos 500 clientes e R$ 1 milhão em dívidas até o final de 2019 e implementar outras ferramentas de gestão, assim como oferecer consultoria sobre inadimplência. “Queremos estar cada vez mais próximos dos empreendedores e estimular seu crescimento”, declara Del Moral.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente