COTAÇÃO DE 17/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5260

VENDA: R$5,5270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5470

VENDA: R$5,6800

EURO

COMPRA: R$6,2770

VENDA: R$6,2799

OURO NY

U$1.819,25

OURO BM&F (g)

R$321,94 (g)

BOVESPA

-0,52

POUPANÇA

0,5751%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Especial SME
" "
Camilo Penna, entre o presidente do grupo Energisa, Ivan Botellho, e o presidente do grupo Clamper, Ailton Ricaldoni | Crédito: SME/Divulgação

A engenharia perdeu, na última sexta-feira, um de seus expoentes, o engenheiro civil João Camilo Penna. Formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Camilo Penna era mineiro de Corinto e esteve à frente da Secretaria da Fazenda de Minas entre 1975 e 1979 e do ministério da Indústria e do Comércio entre 1979 e 1984.

No governo federal, foi um dos grandes defensores do Proálcool. Foi também presidente da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) e de Furnas Centrais Elétricas.

PUBLICIDADE




Como reconhecimento por seu trabalho, Camilo Penna recebeu duas homenagens da SME. Uma foi a Medalha Lucas Lopes, em 1996, homenagem da entidade a profissionais de destaque no setor de energia. A outra foi o título de Engenheiro do Ano, dado em 2001.

“Foi uma grande perda para Minas Gerais e para o País nesse momento de resgate da engenharia nas ações de governança pública e na condução das atividades econômicas. Registramos nosso reconhecimento pelas grandes contribuições deixadas ao País como homem público e à SME, onde deixou muitos colegas a amigos”, afirmou, em nota, a presidente da entidade, Virgínia Campos.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!