Para abrir uma unidade da Hope Resort o investimento inicial médio é de R$ 580 mil | Crédito: Katia Kuwabara

Dono das marcas Hope, Hope Resort e Bonjour Lingerie, o Grupo Hope se prepara para alcançar a marca de 300 unidades em operação até 2023, um crescimento de 54,6%. Das 194 lojas atuais, 17 estão em Minas Gerais (8,7%) e essa presença deve aumentar, ultrapassando 10% do total. Além das unidades franqueadas no Brasil, o grupo está presente em 18 países por meio de representantes.

De acordo com o diretor comercial do Grupo Hope, Elton Deretti, a estratégia de crescimento se apoia em dois pilares: o desenvolvimento da marca Hope Resort, de moda fitness; e o lançamento de um modelo light para as unidades da Hope Lingerie, voltado para as pequenas cidades e lojas de rua para as capitais.

“Minas Gerais é um mercado muito importante para a Hope e ainda oferece muitas oportunidades. Só na Capital temos a expectativa de abrir mais quatro unidades e, além das 12 praças já mapeadas no Estado, podemos abrir outras quatro ou cinco até 2023”, explica Deretti.

A marca Hope Resort conta atualmente cinco lojas, além de estar presente na flagship da Hope, em São Paulo, e em lojas multimarcas espalhadas pelo Brasil. Em 2020, serão abertas mais 10 lojas da marca no País. A perspectiva é de que três sejam inauguradas na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) até 2021. Cidades como Sete Lagoas, na região Central; Ipatinga, no Vale do Aço; e Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, são fortes candidatas a receber uma unidade.

“Nesse momento estamos focados no projeto da Hope Resort e no modelo Light para Belo Horizonte. Nossa mais recente inauguração no Estado foi em Lavras (Sul de Minas). Buscamos também oportunidades em cidades que são polos regionais”, destaca o diretor comercial do Grupo Hope.

O Grupo Hope se voltou para o segmento de moda fitness e praia em 2015, com o lançamento da marca Nu, rebatizada, em 2017, como Hope Resort. A divisão vem se expandindo desde então e, até o final do ano, deve responder por 10% do faturamento do grupo. A estimativa é de que esse crescimento ganhe velocidade nos próximos anos e, até 2025, a receita com a marca alcance à de lingeries.

Mercado – O cenário do setor parece bastante condizente com as metas do grupo. No Brasil, conforme levantamento realizado em 2018 pela IHRSA, associação internacional de fomento ao universo de saúde e exercícios, existem mais de 34,5 mil academias. No País, estima-se que o mercado de itens ligados à atividade física movimente um total de US$ 2,1 bilhões a cada ano.

Estudos feitos pela marca mostram que embora as roupas íntimas contribuam para a autoestima, construindo uma imagem de mulher moderna e empoderada, as consumidoras são mais propensas a pagar mais pelas roupas de uso exterior. Enquanto uma calcinha custa R$ 25, uma legging custa R$ 150 ou R$ 200. Por isso a expectativa de que em cinco anos a marca Resort alcance a Hope em faturamento.

Para abrir uma unidade da Hope Resort o investimento inicial médio, já com o primeiro estoque, é de R$ 580 mil. Para se tornar um franqueado, o candidato precisa se identificar com o estilo de vida proposto, ligado aos cuidados com a saúde.

“O papel do franqueado é, principalmente, entender o fluxo de pessoas da sua região e transitar nos grupos que tem o estilo da marca. Na Resort temos muita tecnologia nos produtos, mas essa tecnologia está a serviço da qualidade e estilo de vida e não da performance”, completa.

PRÉ-CRISE – As informações contidas nessa matéria foram apuradas antes das recomendações de isolamento social por parte das autoridades de saúde do País.