Grupo Tauá planeja expansão neste ano
Com resort em Caeté, o Grupo Tauá de Hotéis deve investir R$ 100 milhões em 2020 - Crédito: Divulgação

A concretização da esperada retomada da economia brasileira e o crescente interesse das redes internacionais sobre o mercado brasileiro são dois incentivos a mais para o fortalecimento da estrutura organizacional do Grupo Tauá de Hotéis.

Quem chega para assumir a Diretoria de Operações é o executivo Felipe Castro. Formado em Administração de Hotéis e Restaurantes pela faculdade Santa Barbara City College, na Califórnia. O executivo trabalhou nas redes Accor, Intercity e, nos últimos dois anos, atuou no GJP Hotels & Resorts como Diretor Corporativo de Operações.

O objetivo, ao desmembrar a antiga diretora de Recursos Humanos e Operações, é dar maior robustez à área de operação a fim de levar a rede para outras regiões do Brasil, especialmente o Nordeste e o Sul.

“Chego para estruturar ainda melhor os processos, focando no padrão de qualidade Tauá. Queremos entregar um padrão sem abrir mão da nossa essência. O diferencial do Tauá está especialmente no nosso atendimento, na qualificação e treinamento dos nossos emocionadores”, explica Castro.

A preparação é para um futuro muito próximo. O investimento previsto para 2020 é de R$ 100 milhões entre inaugurações, expansões e retrofits. Em abril, será inaugurado o Tauá Alexânia, primeiro resort do Grupo Tauá no Centro-Oeste brasileiro com uma estrutura completa, piscina de 160 metros de comprimento, 408 apartamentos e todo designer projetado pelo escritório nova-iorquino Studio Gaia.

Isso depois de um 2019 de muitas realizações. Os resorts de Atibaia e Caeté receberam retrofits em algumas áreas, foi lançado um novo posicionamento institucional, nova arquitetura de marcas no portfólio de produtos e serviços, lançamento do check-in e check-out express pelo aplicativo Tauá e a inauguração do primeiro Parque Aquático Indoor, o Tauá Aquapark Indoor, que possui 5.500 m², 16 atrações e capacidade para atender 1.500 pessoas simultaneamente.

O faturamento total do Grupo Tauá de Hotéis em 2019 cresceu 20% comparado ao ano de 2018, destacando o aumento do faturamento de vendas em 51% do Tauá Vip Club (TVC), programa de férias do Grupo Tauá em parceria com a RCI. Em 2019, o Canal Escola Parque, que engloba as Jotas Cities e o Tauá Aquapark Indoor, atendeu 368 escolas, recebendo 16.500 alunos e obteve um crescimento de 65% comparado a 2018.

“2019 foi um ano importante e temos uma projeção muito positiva com a retomada da economia. Teremos uma série de anúncios ao longo do ano. O Grupo Tauá está em fase de expansão e observamos o mercado durante todo o tempo. Nosso foco principal para o curto e médio prazos está no Nordeste e no Sul do Brasil”, afirma o diretor de Operações do Grupo Tauá de Hotéis.

Para crescer, o grupo admite fazer aquisições e assumir novas concessões, a exemplo do Grande Hotel Thermas de Araxá, no Alto Paranaíba. Fusões não são a primeira opção da rede, que pretende manter um perfil mais construtor, como tem feito até aqui.

Investindo em cidades secundárias, do mesmo modo, o perfil de público deverá seguir inalterado, dedicado às famílias e eventos. A vertical corporativa já responde por 50% do faturamento do Grupo.

“Os nossos planos são sempre em torno de unidades próprias, construídas por nós. É claro que observamos o mercado e uma boa oportunidade de aquisição e concessão são sempre analisadas. Uma fusão dependeria de uma condição muito especial. Não é o nosso foco”, pontua o executivo.