Cruzeiro queria, com a parceria, um hospital para trabalhar em conjunto com a equipe - Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro

O calendário do futebol masculino no Brasil foi aberto com o início dos campeonatos estaduais na segunda quinzena de janeiro. O início do mês foi dedicado à chamada pré-temporada que, junto com a disputa local, serve para preparar o grupo tática e tecnicamente e, os atletas, fisicamente, para que suportem a longa jornada até o fim do ano.

Parceiros determinantes para garantir a qualidade física e saúde dos jogadores, importantes hospitais da Capital fecham parcerias com os clubes. Além da exposição de marca garantida ao se juntarem às equipes amadas por milhões de torcedores, os hospitais têm na ação um importante gerador de conhecimento.

A rede Mater Dei, por exemplo, é responsável por atender o time do Clube Atlético Mineiro (CAM). Além de realizar os exames de rotina em janeiro, os atletas têm à disposição toda a estrutura da rede ao longo do ano. O hospital tem convênios com outras agremiações.

De acordo com o presidente da Rede Mater Dei, Henrique Salvador, segurança e privacidade são requisitos mínimos exigidos pelos clubes. “No início do ano, é preciso fazer uma série de exames e avaliações dos atletas que estão voltando de férias e também daqueles que estão chegando ao clube. Além de uma estrutura de referência, os dirigentes buscam um atendimento possa ser todo feito em um só lugar e com privacidade, já que esses atletas são muito conhecidos pela população”, explica Salvador.

Já o hospital Lifecenter tem parceria com o Cruzeiro Esporte Clube. A dinâmica é bastante parecida e são atendidos atletas de diferentes categorias. Um ponto importante para o sucesso da estratégia é o trabalho em conjunto do hospital com o departamento médico do clube.

Segundo o gerente de Comunicação e Marketing do Lifecenter, João Pedrosa, o Cruzeiro fez uma visita criteriosa às instalações da unidade. “Os grandes clubes têm estruturas médicas robustas, mas não são hospitalares. Fomos procurados em 2019 e a parceria vai até o fim de 2020. O Cruzeiro queria um hospital para trabalhar em conjunto. Esse é um intercâmbio muito interessante porque recebemos atletas de alta performance, então trabalhamos com procedimentos que visam uma recuperação muito rápida”, destaca Pedrosa.

Além da exposição da marca que pode atrair mais clientes e parcerias, os hospitais destacam o efeito publicitário com vistas à promoção da saúde e estilo de vida saudável. Atletas e clubes têm grande capacidade de influenciar hábitos da população.

“Os conhecimentos desenvolvidos junto aos atletas são transferidos para os nossos outros pacientes em diferentes especialidades. Somos referência em ortopedia, e esse é um conhecimento multidisciplinar”, pontua o gerente de Comunicação e Marketing do Lifecenter.

“A medicina do esporte é muito especializada. Um grande ganho com essa exposição é o incentivo aos programas de promoção da saúde e prevenção de doenças. O estímulo a uma vida saudável. A mensagem que existe por trás dessa ação é que as pessoas precisam cuidar da saúde. O nosso melhor médico somos nós mesmo”, completa o presidente do Mater Dei.