Parque Avenida amplia geração fotovoltaica para consumo próprio
Com mais 100 placas, o Parque Avenida já tem 600 m2 de área para captar luz - Crédito: Divulgação

O Parque Avenida, maior complexo multiúso de Belo Horizonte, localizado na avenida Raja Gabáglia, está cada vez mais sustentável. O empreendimento acaba de ter o número de placas solares de sua usina fotovoltaica ampliado, com o objetivo de praticamente sustentar o próprio consumo de energia elétrica. Com aportes de R$ 135 mil foram instaladas mais 100 placas fotovoltaicas, totalizando uma área de 600 metros quadrados para captação de luz solar.

As informações são do gerente Predial do Parque Avenida, Sandro Giovanni. Segundo ele, agora cada torre contará com 150 placas e a estrutura garantirá o suprimento de 80% da energia consumida no edifício.

“Com as 200 placas iniciais estávamos economizando uma média de R$ 12 mil por mês com a conta de energia elétrica, o que respondia 60% do valor total. Agora, com o novo aporte, vamos saltar para cerca de 80%”, afirmou.

Ainda segundo o gerente, o prédio somente não se tornará autossuficiente em energia por falta de espaço físico para instalação de novas placas. O sistema custou, ao todo, R$ 240 mil. A geração chega a 12.000 KWh por mês, uma potência suficiente para o consumo de 70 famílias da Capital.

As obras para a instalação das novas placas tiveram início em setembro do ano passado e precisaram ser suspensas por conta do período chuvoso – inclusive, Belo Horizonte recebeu, no dia 28 de janeiro, o maior volume pluviométrico para um período de 24 horas, registrado nos últimos 110 anos. “Agora, a previsão é de que concluamos o projeto em março, após as chuvas”, afirmou.

Entre os benefícios do investimento em energia renovável, Giovanni citou o menor índice de acidentes, estiagens prolongadas e riscos operacionais, bem como a independência da fonte de fornecimento, a maior eficiência e a rápida instalação. “Tudo isso representa economia instantânea na conta de luz”, completou.

Além disso, o gerente revelou que a administração também já prepara novos aportes para expansão semelhante no sistema de captação de água da chuva para reutilização no complexo. Sem revelar maiores detalhes, ele disse que o projeto deverá ser implantado logo após a conclusão do projeto de energia.

A capacidade atual do sistema do Parque Avenida é de 120 metros cúbicos, que armazenam 120 mil litros de água e permite 100% de reutilização da água de chuva. A água é utilizada na irrigação dos 6 mil metros quadrados de jardins e também para a limpeza do complexo. Esse sistema faz parte de uma série de iniciativas conscientes em prol de um ambiente sustentável, reconhecido pela Certificação AQUA-HQE, pela Fundação Vanzolini, importante instituição que reconhece inovações em Engenharia.

Além disso, vale destacar que o empreendimento possui 668 salas; 40 lojas (restaurantes, academia, vestuário, cafeteria e etc); mil vagas de estacionamento; 55 mil metros quadrados de área construída e fluxo de 5 mil pessoas por semana.