COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Coronavírus exclusivo Inovação

Plataforma auxilia “boa ação” entre vizinhos

COMPARTILHE

Viana: ao todo já são quase 2 mil voluntários | Crédito: CAF/Divulgação

As medidas de restrição e circulação de pessoas impostas pelas autoridades governamentais e sanitárias, em função da disseminação do Covid-19 pelo Brasil, levaram um empresário do Rio Grande do Sul a desenvolver uma plataforma que aproxima pessoas que precisam de ajuda e voluntários durante a pandemia do novo coronavírus.

Pensando nos grupos de risco, que incluem idosos, cardíacos, diabéticos e pacientes de quimioterapia, o analista de sistemas Pedro Viana, de 26 anos, criou o site www.ajudacoronavirus.com.br para que os mais jovens possam auxiliá-los na compra de alimentos, remédios, pagamento de contas ou outras atividades, enquanto durar o período de quarentena no País.

PUBLICIDADE

Segundo Viana, ao todo já são quase 2 mil voluntários cadastrados e, até o momento, cerca de 400 buscas por voluntários no sistema. Como o funcionamento ocorre por aproximação de CEP, o alcance é nacional, e quem estiver em determinada região pode solicitar ajuda de pessoas próximas.

“Quando vi que algumas pessoas estavam deixando bilhetes em elevadores para oferecer auxílio a quem precisa, lembrei de quem não mora em prédio e não vai ter essa mobilização. Foi então que pensei em um projeto que unisse as pessoas não só em Porto Alegre, mas em todo o Brasil”, comentou.

O empresário explicou que o tempo entre a ideia e a execução foi rápido. Já os custos, irrisórios. “Como já atuo na área de desenvolvimento de sistemas e possuo uma empresa do segmento, apenas coloquei em prática. A mão de obra também já estava ao meu alcance e outros parceiros se interessaram e ajudaram a implementar”, explicou.

Somente em Minas Gerais, cujos números de casos suspeitos chegam a 17.865 e os confirmados a 153, a plataforma já conta com 65 voluntários cadastrados. A maior parte em Belo Horizonte (28), seguido por Juiz de Fora, na Zona da Mata (9), e Uberlândia, no Triângulo (5).

O Rio Grande do Sul, que já soma 168 casos confirmados e uma morte, reúne o maior número de voluntários: 870. Logo em seguida, aparece São Paulo, cujos números da doença são de 1.052 confirmações e 58 óbitos, com 382 voluntários. O Rio de Janeiro, que soma 421 contaminados e 9 mortes, conta com 155 voluntários cadastrados.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!