Ram 2500 chega com design mais refinado
Crédito: Divulgação

Com mais de 10 anos desde que se tornou uma marca independente, se especializando em utilitários dentro do grupo Fiat Chrysler Automóveis (FCA), a Ram atinge uma nova etapa com a Nova Ram 2500 Laramie.

Importada oficialmente para o País desde 2005, a picape evoluiu em muitos aspectos, como tecnologia, design, mecânica, segurança, conforto e praticidade.

O design da nova 2500 foi reformulado por completo, como prova a longa lista de novos elementos: capô com vincos mais destacados, mais “musculoso”, rodas, grade dianteira, conjuntos óticos com Led na frente e atrás, para-choques, para-lamas e arcos de roda, emblemas, espelhos retrovisores, tampa traseira, rodas e antena – agora de teto, do tipo barbatana.

A dianteira ganhou em harmonia e refinamento, com maior integração ao para-choque, formando um visual mais atraente. Na traseira, a inscrição “Ram” salta aos olhos, substituindo o símbolo da cabeça do carneiro, que continua sendo aplicado nas rodas e em vários pontos da cabine.

Tecnologia e segurança A nova Ram 2500 estreia no Brasil a quarta geração do sistema multimídia da FCA, que inclui a maior tela entre as picapes no mercado nacional, com 12 polegadas, de acordo com a fabricante.

Além do tamanho, que ajuda na visualização, o monitor pode ter a imagem dividida em duas, para a realização de operações diferentes, a exemplo dos comandos do ar-condicionado e o navegador GPS integrado.

A central aceita pareamento com aparelhos compatíveis com Android Auto e Apple CarPlay. O conjunto de áudio da marca Alpine, com nove alto-falantes e um subwoofer, inova no segmento ao trazer sistema de cancelamento ativo de ruídos externos, similar ao encontrado nos fones de ouvidos mais sofisticados.

Na tela multimídia é possível, ainda, acessar as câmeras 360° e da caçamba. Inédita em veículos do grupo Fiat Chrysler Automóveis no Brasil, a primeira forma uma visão aérea da picape, a partir das imagens de quatro câmeras espalhadas pelo veículo: uma na grade frontal, outras duas nos braços dos retrovisores e uma na maçaneta da tampa da caçamba.

Dessa forma, o motorista tem ótima noção espacial, algo fundamental para um veículo com 6,06 metros de comprimento e 2,12 metros de largura. Por sua vez, a câmera da caçamba fica na altura da terceira luz de freio, permitindo o monitoramento da carga ou de um reboque. Pode-se até aumentar a imagem com zoom, assim como na câmera da tampa da caçamba.

Em relação à segurança, a Ram 2500 Laramie é equipada com seis airbags e controles de tração, estabilidade e de mitigação de rolagem da carroceria. Também possui alerta de tráfego traseiro cruzado, que avisa ao motorista, por meio de sinais sonoros, sobre a movimentação de veículos passando por trás.

Outra novidade são os detectores de pontos cegos, que funcionam com alertas visuais nos espelhos retrovisores ou sonoros. Por falar nos retrovisores externos, eles foram redesenhados, contando com braços mais longos, possibilitando serem colocados na vertical, além da tradicional posição horizontal, situação útil quando se está rebocando, principalmente.

Cada retrovisor lateral tem dois espelhos com ajustes elétricos independentes, sendo que o menor oferece maior campo de visão. E para iluminar o chão ao redor do veículo, há uma luz de cortesia embaixo dos braços dos espelhos, que são rebatíveis eletricamente.

Motor e câmbio – A Ram 2500 sempre foi a picape mais forte do País desde sua chegada há 15 anos. Essa característica nunca esteve tão válida, pois o motor turbo diesel da Cummins de 6,7 litros foi amplamente revisto, com avanços nos principais componentes, para ainda mais eficiência, e claro, força.

Com seis cilindros em linha, o novo bloco passou a ser feito de ferro fundido vermicular, com maior resistência estrutural e menores níveis de ruído, vibração e aspereza (tríade também conhecida pela sigla inglesa NVH). Esse novo material é o principal fator da redução de peso do propulsor em 28 kg.

Também são inéditos o cabeçote, as válvulas de escape e os balancins, guiados por um eixo de comando oco. Bem como as bielas, as bronzinas, os pistões mais leves e resistentes e os anéis de baixo atrito.

A turbina de geometria variável (VGT) foi aperfeiçoada e está conectada a um coletor de escape inteiramente novo. Para completar, todo o sistema de alimentação foi reprojetado, desde a flauta dos injetores de alta pressão (2000 bar), passando pela bomba, filtro e linha de combustível.

Com isso, essa verdadeira usina de força oferece respostas mais ágeis e refinadas, além de entregar mais 35 cv de potência e 6,7 kgfm de torque do que antes, totalizando 365 cv e 110,7 kgfm.

A eficiência energética também foi aprimorada, com o emprego de aletas ativas logo atrás da grade dianteira. Elas abrem e fecham automaticamente para controlar o fluxo de ar para o motor, reduzindo o arrasto aerodinâmico quando possível e assim, contribuindo para menor consumo de combustível.

Com alavanca na coluna de direção, o câmbio automático de 6 marchas foi otimizado para oferecer trocas mais suaves e baixos níveis de ruído, vibração e aspereza.

Um dos responsáveis por isso é o novo solenoide de força variável (VFS) do conversor de torque, que também reduz o tranco quando ao passar da R (ré) ou D (Drive) para a posição P (Park). A tração é selecionada eletronicamente no painel, pelas posições 4×2, 4×4 e 4×4 reduzida, e o diferencial traseiro é antideslizante. (Da Redação)

Espaçosa, oferece os luxos de um automóvel

Os bancos da nova Ram 2500 possuem revestimento em couro, com partes perfuradas e detalhes em alcântara. Ao sentar em seu banco, o motorista logo percebe os novos volante e quadro de instrumentos, que inclui uma tela de TFT de 7 polegadas colorida e configurável.

A posição ideal de dirigir é facilmente encontrada não só por conta dos bancos dianteiros com regulagens elétricas em dez direções (oito para assento e encosto e dois para apoio lombar).

A ergonomia do condutor se deve, também, a uma mordomia rara em qualquer segmento: o ajuste elétrico dos pedais de acelerador e freio. Até para abrir e fechar a janela que separa a cabine da caçamba há um comando elétrico.

Foi aplicado um novo console central, extremamente funcional. Tanto pelo tamanho, que permite guardar até um laptop de 15 polegadas, quanto pelas facilidades como uma área pensada para abrigar até três celulares ou um tablete, dois porta-copos móveis, com três posições, tomada 110 volts e cinco portas USB, sendo duas de carregamento rápido (tipo C). Ali também está o leitor de CD e DVD.

No banco traseiro, há amplitude de sobra para três adultos, saídas de ar-condicionado, tomada 110 volts e quatro portas USB, sendo duas do tipo C. No assoalho, há duas gavetas impermeáveis e removíveis sob os espessos e robustos tapetes de borracha.

E o banco bipartido (60/40) pode ter os assentos levantados, revelando um exclusivo porta-objetos, cujas tampas podem ser desdobradas, para montar uma plataforma interna de carga.

A caçamba conta com os compartimentos RamBox, que ocupam as bordas laterais. Cada um deles tem capacidade de 102 litros, sendo que a da esquerda ganhou uma tomada 110 volts com inversor de 400 watts, permitindo ligar uma ferramenta diretamente no veículo, com o motor funcionando.

O acesso à caçamba ficou mais fácil com a abertura elétrica da tampa, com dois toques em um botão na chave presencial, ou num comando no teto, junto às luzes de leitura.

Vale dizer que em qualquer situação a tampa desce com suavidade, graças a um sistema de amortecimento. E para proteger toda a caçamba, o piso e as laterais receberam um revestimento especial.

O chassi evoluiu com o maior emprego de aços de alta resistência, material que agora representa nada menos que 98,5% da estrutura. Dessa forma, a rigidez do conjunto aumentou significativamente, além de contribuir com a redução geral de peso do veículo.

As suspensões também foram aprimoradas, assim como os freios a disco nas quatro rodas, com novos componentes como pinças e cilindro-mestre. As molas helicoidais agora são progressivas, buchas e eixos são novos, a exemplo do braço cruzado de duas peças que reforça o quadro dianteiro.

O objetivo desses avanços, segundo a FCA, foi de melhorar o comportamento dinâmico em qualquer situação, seja com a picape carregada ou vazia, tornando-a mais segura e confortável.

Há duas novas cores para a carroceria, a perolizada Azul Patriot e a metálica Marrom Walnut, que se somam à solida Vermelho Flame, às metálicas Prata Billet, Granito Crystal e às perolizadas Branco Pérola e Preto Diamond.

E além do tradicional preto, o revestimento interno pode ter uma nova e elegante combinação de marrom com bege. Disponível em versão única, Laramie, a nova Ram 2500 está disponível nas 45 concessionárias da rede Ram no Brasil pelo preço sugerido de R$ 289,90 mil. (Da Redação)