COTAÇÃO DE 26/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,7610

VENDA: R$4,7610

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8500

VENDA: R$4,9530

EURO

COMPRA: R$5,1433

VENDA: R$5,1459

OURO NY

U$1.850,86

OURO BM&F (g)

R$284,80 (g)

BOVESPA

+1,18

POUPANÇA

0,6719%

OFERECIMENTO

Inovação Inovação-destaque

Inovação é tema de debate no Mood – Festival de Moda de Belo Horizonte

COMPARTILHE

Felipe Siqueira, da Oficina, usou tecnologia e algorítimos para incrementar produção de camisas | Crédito: Divulgação

A primeira edição do Mood – Festival de Moda de Belo Horizonte, que acontece de 20 a 23 de novembro na capital mineira, vai debater a inovação na moda.

“O desafio da inovação para as empresas de Minas” é o  tema da mesa mediada por Carlos Teixeira, que acontece no dia 21, no no espaço de eventos da Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL/BH).

PUBLICIDADE




O gerente técnico da fabricante dinamarquesa de robôs colaborativos Universal Robots, Tomás Lerbach, promete surpreender a plateia com os novos conceitos em torno de produção/mercado/tecnologia.

Participa também o mestre em comunicação, especialista em marketing e graduada em publicidade e propaganda pela UFRJ, Daniele Aragão.

Outro nome importante que vai compor a mesa de debate será o co–fundador da Oficina, fashiontech brasileira e com foco em roupas básicas e sob medida, Felipe Siqueira.

O empresário mineiro Vander Martins também estará presente e será centro de atenções, já que acabou de vender a Skazi, marca sob seu comando, para o grupo sulino AMC Têxtil. Ele dividirá uma mesa com estilistas criativos e inovadores no mercado belo-horizontino.  

PUBLICIDADE




Setor consolidado – Segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico da PBH Cláudio Beato, a moda tem uma história marcante na economia belo-horizontina com tradições muito importantes para nossa identidade cultural.

“Grandes marcas e profissionais, nos mais diversos espectros da atividade econômica, foram parte dessa evolução. Hoje temos um setor consolidado nas mais diversas atividades, que vão desde o comércio, a indústria e importante polo de design”, afirma.

Ele frisa que este é um dos setores mais pujantes de nossa economia, gerando mais de 28.500 empregos.

“Belo Horizonte é uma das cidades brasileiras com maior número de profissionais. O comércio varejista, a confecção de peças de vestuário ou o comércio varejista de calçados são atividades econômicas que movimentam significativamente a cidade, onde a massa salarial movimentada chega a R$ 48,8 milhões por mês”, enfatiza.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!