COTAÇÃO DE 16/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2650

VENDA: R$5,2660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2970

VENDA: R$5,4430

EURO

COMPRA: R$6,1849

VENDA: R$6,1877

OURO NY

U$1.753,13

OURO BM&F (g)

R$296,60 (g)

BOVESPA

-1,10

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Inovação Inovação-destaque
Crédito: Divulgação/IFMG
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Com o desenvolvimento de uma tornozeleira sensorial, destinada a auxiliar deficientes visuais em sua locomoção, quatro estudantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais (IFMG) receberam o prêmio de projeto mais relevante do Estado de Minas Gerais. O reconhecimento ocorreu dentro do Startup in School, um programa de iniciação em empreendedorismo tecnológico destinado a alunos do ensino médio, promovido pelo Google Brasil. Em 2019, a iniciativa teve, pela primeira vez, uma edição on-line, possibilitando que 700 equipes participassem em todo o País.

Trabalhando em grupo, os alunos do IFMG participaram da categoria “Tecnologia Livre”. Ao longo do processo, tiveram que criar uma startup baseada em tecnologia, desenvolvendo um protótipo e seu modelo de negócio. Orientados pela professora Cássia Fernandes, que ministra disciplinas de empreendedorismo nos cursos técnicos em Administração e Informática do Campus Ponte Nova, a equipe “BIMs”, formada por Mateus Guimarães, Matheus Rosa, Bruna Santos e Igor Assis, teve como desafio pensar e planejar soluções para problemas do dia a dia das cidades e da sociedade.

PUBLICIDADE

A equipe apresentou, então, uma tecnologia para auxiliar na locomoção de deficientes visuais, que foi desenvolvida inspirada por um colega. “Nossa motivação para a ‘Tornozeleira sensorial’ foi o Luiz Antônio, aluno do primeiro ano do curso Técnico em Administração, que é deficiente visual. A história de vida dele é de muita luta e quando ele testou nossa tornozeleira ficamos emocionados”, conta o estudante Igor Assis. Como prêmio, o grupo ganhou uma sessão on-line de mentoria com profissionais do Google.

De acordo com a professora Cássia Fernandes, outros alunos do IFMG também se destacaram. Na categoria “App Inventor”, para grupos que desejam aprender a desenvolver um aplicativo, a equipe “Brand Booster”, formada pelos estudantes Aline Brittes, Ana Flávia Mayrink, Thayná Teixeira, Bárbara Gomes e Pablo Augusto, desenvolveu um projeto de marketing digital e chegou à final, figurando entre os sete projetos de destaque de Minas e da região Sudeste. Ainda nessa categoria, outras duas equipes, “DecorAqui” e “Doces Versos”, também representaram o IFMG e alcançaram a semifinal da competição on-line.

Para a docente, o resultado final, divulgado neste mês, foi muito bem recebido e comemorado, já que o trabalho na área de empreendedorismo não é novo no campus. “As etapas estavam sendo trabalhadas ao longo do ano letivo. Quando tivemos conhecimento do Startup in School, resolvemos aproveitar a oportunidade para aprender mais e não imaginávamos chegar tão longe”.

“Agora queremos continuar desenvolvendo nossa ideia com a mentoria do Google e disponibilizar para o Luiz Antônio e tantos outros deficientes visuais do Brasil uma solução com custo baixo e que promova a autonomia, a acessibilidade e a inclusão”, revelou Igor Assis. (Da Redação)

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!