COTAÇÃO DE 17/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9420

VENDA: R$4,9430

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0400

VENDA: R$5,1520

EURO

COMPRA: R$5,2307

VENDA: R$5,2334

OURO NY

U$1.814,77

OURO BM&F (g)

R$290,29 (g)

BOVESPA

+0,51

POUPANÇA

0,7025%

OFERECIMENTO

Inovação

País abre as portas para Portugal e Israel

COMPARTILHE

O componente de expectativas aumentou 2,1 pontos de setembro para outubro - Foto: José Paulo Lacerda/CNI

O programa Startup Indústria da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) se internacionalizou. A segunda edição da iniciativa, em andamento, está aproximando empresas e novos negócios do Brasil e de Portugal. Foram 499 startups interessadas em participar do programa. Deste total, 294 – sendo 11 portuguesas – estão aptas a participarem da próxima etapa do processo seletivo. A fase voltada para a adesão das indústrias terminou em janeiro e teve 51 empresas consideradas elegíveis.

Ao mesmo tempo, a ABDI já prepara o edital para a terceira edição do Startup Indústria, dessa vez, em conjunto com Israel, o segundo país mais inovador do mundo, como mostra o Relatório de Competitividade Global de 2016/2017 do Fórum Econômico Mundial. A proposta inicial da Agência indica que os projetos da terceira edição podem chegar a R$ 1 milhão.

PUBLICIDADE




Uma consulta pública realizada pela Agência mostrou que 76% dos entrevistados têm interesse em participar da iniciativa.

“Esse edital é resultado de uma missão recente que promovemos em Israel. Queremos conectar as empresas brasileiras com o ecossistema israelense, oportunizar diferentes formas de desenvolvimento de projetos inovadores, além de garantir a transferência de conhecimentos adquiridos em Israel para a cadeia produtiva e para as startups brasileiras. Portanto, o programa só tende a ser aprimorado a cada ano”, explica o presidente da ABDI, Guto Ferreira.

Um exemplo do sucesso do Startup Indústria foi a parceria entre a Nearbee, startup dona de um aplicativo de segurança e rede de apoio, que está trabalhando com a Ericsson, que é especializada em indústria de equipamentos de telecomunicações. A conexão é uma das 10 promovidas na primeira edição do programa. Para o sócio da Nearbee, Felipe Fontes, o programa da ABDI foi essencial para a solução ganhar escala.

“Enquanto buscávamos validar a demanda de nossas inovações, o programa trouxe demandas reais da indústria e nos ajudou a direcionar no que realmente tem negócio”, diz Fontes.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!