COTAÇÃO DE 27/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3780

VENDA: R$5,3790

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3130

VENDA: R$5,5370

EURO

COMPRA: R$6,2562

VENDA: R$6,2591

OURO NY

U$1.750,16

OURO BM&F (g)

R$300,91 (g)

BOVESPA

+0,27

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Inovação

RHI Magnesita e Gerdau adotam blockchain

COMPARTILHE

Programa Refrac Chain auxilia a empresa a medir a performance dos produtos refratários | Crédito: Divulgação/RHI Magnesita

A segurança da informação é um ativo importante e que alcança cada vez mais espaço nas relações entre as empresas, sendo um diferencial para a consumação de negócios mais eficientes. E, se essas empresas são gigantes em seus segmentos e realizam alto volume de transações relevantes entre si, o uso da tecnologia de registros distribuídos pode ser um aliado fundamental.

Foi nessa busca que a RHI Magnesita, empresa líder mundial no segmento de refratários, e a Gerdau, maior empresa brasileira produtora de aço, se uniram para dar um novo passo em sua relação comercial utilizando a tecnologia blockchain, por meio de uma plataforma exclusiva. O projeto, inédito no segmento mundial do aço, recebeu investimento conjunto de ambas as empresas.

PUBLICIDADE

Chamado de Refrac Chain, o programa é customizado para medições de contratos de performance entre RHI Magnesita e Gerdau, mas o contrato inteligente tem potencial para diversas outras aplicações na indústria. Todos os dados e ações dos participantes são registrados em blockchain e o cálculo financeiro da medição é realizado por um contrato inteligente.

A estratégia permite a rastreabilidade dos processos e trocas de informações entre RHI Magnesita e Gerdau, usando mecanismos de consenso técnico e comercial pré-estabelecidos, ganhando agilidade na tomada de decisão e mais confiança para as operações entre as duas empresas reduzindo riscos de contraparte. Ambas as indústrias acreditam que este seja o primeiro passo para uma integração ainda maior de processos, aliada a outras tecnologias, no médio prazo.

De acordo com os especialistas à frente do projeto, Antonio Hoffert e Gleisson de Assis, da Criptonomia, trata-se de um uso inédito do blockchain na indústria do aço e o novo software reúne interface técnica e comercial, em um mesmo ambiente. “É um terreno de confiança comum, que possui etapas de validação por diferentes atores de ambas as empresas e oferece espaço para registro de provas de imagens, documentos, textos, vídeos e até áudio, diminuindo os riscos nas transações, tornando o processo altamente auditável e aumentando a confiabilidade entre as companhias”, ressalta Hoffert.

A transparência, segurança e exatidão dos dados são alguns dos pontos chave agregados pelo uso da plataforma. “É ainda uma substituição às práticas atuais, um primeiro passo para uma descentralização do registro da informação. A utilização do sistema configura uma assinatura digital na medida em que as partes acompanham e validam todas as etapas do processo e evita que problemas pontuais virem uma bola de neve”, completa o especialista.

A plataforma começou a funcionar no início deste ano exclusivamente em uma unidade de produção de aço da Gerdau, em Minas Gerais. A intenção é que a partir daí possam expandir a solução para outras operações da empresa.

Para o gerente-geral de Suprimentos da Gerdau, Vinicius Moura, o projeto está alinhado ao objetivo da empresa de gerar valor para toda a cadeia do aço. “Buscamos soluções que atendam aos desafios do negócio, em parceria com nossos fornecedores, de forma a garantir a excelência operacional das nossas unidades. Essa iniciativa traz confiabilidade, velocidade e agilidade ao processo e reflete a jornada de transformação digital pela qual a Gerdau vem passando nos últimos anos”, afirma Moura.

Liderado pela RHI Magnesita e Gerdau, o projeto auxilia a empresa a medir a performance dos produtos refratários que são fornecidos para a produtora de aço. Para o head global de Marketing e Soluções Digitais da RHI Magnesita, Celso Freitas, a partir do uso da plataforma, a empresa espera ter em mãos métricas ainda mais assertivas nas operações da sua cadeia de suprimentos. “A medição de performance refratária existe há mais de 20 anos e tem um processo que ainda utiliza cálculos em planilhas e troca de várias informações por e-mail. Além de todos os outros ganhos já mencionados, de imediato teremos também uma redução considerável no trabalho repetitivo, o que acelera o processo, com mais transparência e a segurança das informações contratuais”, explica Freitas.

Blockchain na indústria A indústria 4.0 vem avançando sistematicamente no Brasil, garantindo a otimização e descentralização de processos, transformação digital com aumento de dispositivos inteligentes nas operações, investimentos, redução de custos e uma gestão mais eficiente para as empresas. Nesse cenário, acredita-se que um dos passos mais importantes dados nos últimos anos foi a chegada da tecnologia blockchain ao segmento, mesmo que ainda de forma tímida, ampliando a segurança, confiabilidade e rastreabilidade das informações.

Tempo, risco e dinheiro são os pilares que movem os negócios e a partir do momento que as negociações acontecem de forma mais segura e transparente, os riscos são reduzidos, o tempo é poupado e as empresas ampliam seus lucros e oportunidades de novos negócios. Prova disso é que o setor financeiro foi o precursor do uso da tecnologia blockchain. De acordo com um estudo elaborado pelo Santander, a utilização desta tecnologia pode reduzir em até US$ 20 bilhões os custos operacionais, até 2022, no mercado global.

Outros segmentos que vêm utilizando positivamente o blockchain em suas operações são: logística e transportes, suprimentos, agricultura, automotivo, energia, entre outros.

Segundo Hoffert, o Refrac Chain já é a maior aplicação da tecnologia da indústria de base brasileira. “Com a expansão do projeto nos próximos 5 anos, a nossa meta é se tornar a maior aplicação industrial em blockchain do mundo.”

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!