COTAÇÃO DE 03-12-2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6790

VENDA: R$5,6800

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,7000

VENDA: R$5,8300

EURO

COMPRA: R$6,3643

VENDA: R$6,3655

OURO NY

U$1.784,10

OURO BM&F (g)

R$321,33 (g)

BOVESPA

+0,58

POUPANÇA

0,4739%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Inovação Inovação-destaque livre
Crédito: Alisson J. Silva/Arquivo DC

O Sebrae foi certificado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) como uma das principais instituições mundiais de destaque no incentivo ao empreendedorismo.

O reconhecimento, apresentado pela instituição financeira, avaliou diversos aspectos do ecossistema de inovação e apontou alguns programas e eventos realizados pelo Sebrae como iniciativas relevantes para o crescimento das startups brasileiras.

PUBLICIDADE

Felipe Matos, consultor do BID envolvido na pesquisa, explica como a análise foi feita e os principais pontos que levaram o Sebrae à posição de destaque no estudo. “Nós avaliamos vários aspectos do ecossistema da inovação. O Sebrae desponta com diversas ações no que diz respeito a temas como capital de incentivo, desenvolvimento de talentos, fomento da cultura empreendedora e liderança de programas que incentivam as startups”, afirma.

“Entre outras ações do Sebrae, chamou atenção a articulação junto ao Congresso Nacional para desenvolver medidas de regulação do empreendedorismo, além do apoio às políticas públicas que podem transformar o cenário para o empreendedor brasileiro”, complementa Matos. Segundo o consultor, infelizmente, o Brasil ainda tem um ambiente de negócios difícil para se montar um empreendimento. Carga tributária e a falta de mão de obra qualificada são problemas que não podem ser ignorados e, nesse contexto, o Sebrae se mostrou atuante proativamente.

O colaborador do BID acrescentou que, por meio do estudo, é possível montar um “retrato” do empreendedorismo no País e através disso apontar alguns desafios para todas as instituições que trabalham para incentivar o setor.

“A pesquisa é muito importante porque através dela, conseguimos mapear os principais players que atuam de mãos dadas com os empreendedores e consequentemente quais desafios essas instituições apresentam. Sem dúvidas, a capacitação da mão de obra é um dos principais entraves para suprir as demandas de crescimento econômico. Temos que melhorar a qualidade da educação, principalmente do ponto de vista tecnológico, para que possamos alcançar voos maiores”, avalia Felipe Matos.

Sebraetec, Startup Summit, Inovativa, Sebraelab, StartOut, ALI, Conecta PR e Startup SC, foram algumas das iniciativas citadas na pesquisa. A colaboradora do Sebrae, Natália Bertussi, que faz parte da coordenação de startups, destaca a importância do Sebrae como catalisador de inovação por todo o País: “Acreditamos que ao contribuir com o desenvolvimento de pequenos negócios inovadores, estamos contribuindo com a democratização da inovação, com a formação de ecossistemas, com a geração de empregos e com a melhoria de toda a situação econômica do país. Ver o resultado de um estudo como este, nos mostra que estamos no caminho certo em prol do empreendedorismo brasileiro”. (ASN)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!