COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Inovação Inovação-destaque livre

Sicoob investe no digital sem abrir mão do relacionamento com o cooperado

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação

O cooperativismo de crédito é conhecido por oferecer taxas e tarifas mais baixas que os bancos tradicionais e por visar o desenvolvimento social e a distribuição de resultados (lucro) aos cooperados.

O Sicoob, maior instituição financeira cooperativa do País, tem se destacado por outro diferencial: o investimento em novas tecnologias digitais para melhorar a experiência dos cooperados e pelo aumento da rede de atendimento física, com abertura de agências.

PUBLICIDADE

“Estamos investindo nos canais digitais e em soluções online para serviços financeiros, mas sem perder o relacionamento direto e interpessoal com o cooperado. Lançamos o SicoobPay, solução de pagamentos instantâneos e o Moob, aplicativo para ampliar o relacionamento institucional com os cooperados e no mesmo tempo seguimos com a expansão das agências”, afirma o diretor de Tecnologia do Sicoob, Antônio Vilaça Júnior.

Transformação digital – Segundo Vilaça, mais de 78% das transações realizadas pelos cooperados, em 2019, foram por meio dos canais digitais.  Desse montante, cerca de 56% foram por meio de ferramentas mobile, como os apps do Sicoob e Sicoobcard.

“De 2018 para 2019 houve um crescimento de 36% na realização de transações pelos canais de atendimento. No ano passado foram realizadas 4,4 bilhões de transações ante 3,2 bilhões feitas pelos cooperados em 2018. Essa evolução demonstra que as pessoas estão cada vez mais engajadas no modelo cooperativista”, relata Vilaça.

No primeiro semestre de 2019 foi disponibilizada nova versão do app Sicoob, modernizando a aparência, usabilidade e contemplando novos serviços. Ao todo, são mais de 200 transações disponíveis para pessoas físicas e jurídicas desde consultas, pagamentos, transferências, depósitos de cheques, depósitos por boleto, recarga de celular, investimentos, contratação de crédito, consórcios, seguros, financiamento de veículos e também o saque com QRCode integrado aos mais de 5.600 terminais de autoatendimento (ATMs) da rede.

A instituição financeira cooperativa observa ainda um incremento de 955 mil novas contas correntes abertas de forma digital pelo aplicativo FaçaParte e também nos pontos físicos de atendimento em 2019. No mesmo período, 576 mil novas contas passaram a acessar os canais digitais, internet e mobile banking.

Além da comodidade e conveniência proporcionada aos cooperados, o deslocamento das transações dos canais presenciais para os digitais contribuiu para a racionalização de custos e eficiência operacional.

Estima-se que em 2019 as cooperativas deixaram de gastar em despesas administrativas e estrutura de pessoal, cerca de R$ 158 milhões comparativamente a 2018, ano em que os canais digitais respondiam por 73% das transações, destaca Vilaça.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!