COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Inovação
" "
Evento acontece no próximo dia 26 e contará com a participação de importantes profissionais do mercado nacional | Crédito: Divulgação/Ietec

Para sobreviverem na era da Indústria 4.0, caracterizada por sistemas de produção inteligentes e processos de manufatura descentralizados, graças à adoção de tecnologias para automação industrial, internet das coisas e inteligência artificial, as empresas que não nasceram nesse período iniciaram um processo de Transformação Digital.

O Seminário Transformação Digital, realizado pelo Ietec, acontece no dia 26 de setembro, no Hotel Boulevard Plaza e reúne importantes profissionais do mercado para destacar questões como experiência do cliente e tendências tecnológicas e indústria 4.0. As inscrições podem ser feitas no site.

PUBLICIDADE




Um dos palestrantes do seminário, Fernando Zaidan, comenta o tema. “A Transformação Digital pode ser definida como a mudança disruptiva e em larga escala dos mercados e da sociedade a partir da convergência tecnológica e de novos modelos de negócio”, explica.

A rápida evolução das tecnologias e a consequente facilidade de acesso, é uma das principais características da era da Transformação Digital. Neste ponto, o desafio das empresas é saber definir qual caminho tecnológico seguir no meio de tantas tendências e opções disponíveis.

A mudança na cultura empresarial é outra característica marcante (e imprescindível) da Transformação Digital. Os modelos convencionais de estruturas hierárquicas, métricas e aproveitamento dos talentos humanos precisaram ser revistos para acompanhar um mundo guiado pela velocidade, inovação e colaboração.

“Neste contexto, existem as empresas digitais, que são aquelas que possuem a inovação e a tecnologia como DNA desde a sua fundação e as empresas em transformação, que são aquelas que conseguiram se reinventar de acordo com as novas características. Existem ainda as empresas analógicas, aquelas que não se conscientizaram ou não estão conseguindo competir neste novo mercado e que correm um sério risco de sobrevivência”, explica o especialista.




Para o diretor da Accenture Brasil e mais um dos palestrantes confirmados, Constantino Seixas Filho, é essencial que as empresas acompanhem esse processo.

“As empresas têm que surfar a onda da revolução industrial sem serem encaixotadas por ela. As empresas que não se modernizam são substituídas por outras que têm a inovação como lema. A empresa possui engines de I.A. que analisam o perfil do cliente e adivinham o que ele quer comprar. Isso estende a capacidade de venda dessa empresa que é capaz de ser massiva e ao mesmo tempo entender a personalidade de compra de cada cliente”, ressalta o executivo.

Mas passar pelo processo de Transformação Digital não é tão simples. O principal dilema das organizações é: Como inovar sendo que posso destruir um modelo que foi construído durante anos ou décadas? Se este modelo está dando lucro, por que vou partir para uma inovação que pode não dar certo? Fernando Zaidan explica que o primeiro passo para que a Transformação dê certo é a liderança da empresa acreditar nesse processo.

“É necessária uma mudança de cultura e modelo mental que precisa partir das lideranças. Elas precisam estar abertas às inovações e dar espaço para que surjam as lideranças situacionais, ou seja, profissionais que promovam a transformação nos processos, produtos e serviços a fim de garantir a sobrevivência do negócio”.

Com o apoio da liderança, o próximo passo é desenvolver o plano de transformação digital, conforme explica Constantino Seixas. “O que as empresas devem fazer é desenvolver o seu plano de transformação digital que irá dar um norte para o seu crescimento. O plano analisa todos os aspectos como operações, relação com fornecedores, logística, vendas, relações com o mercado, RH, etc e sugere um plano de modernização coerente com o seu grau de maturidade e o seu mercado”.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!