Crédito: Divulgação

Teatro

Diversidade Periférica – A companhia Teatro Negro e Atitude encena o espetáculo “À Sombra da Goiabeira”. A peça conta a história de rupturas na relação entre um pai e um filho – homens negros – que, após 13 anos sem se falarem, reencontram-se à sombra de uma goiabeira no terreiro dos fundos de sua velha casa. É uma história formada por afetos e desafetos, memórias e cisões. Este evento integra o projeto Diversidade Periférica, do Memorial Minas Gerais Vale.

Quando: 23 de janeiro (19h)
Quanto: entrada gratuita, sujeita a lotação, com retirada de senhas uma hora antes do evento
Onde: Memorial Vale (Praça da Liberdade, 640, Funcionários)

Drama – Belo Horizonte foi escolhida para a estreia de “Neblina”, peça idealizada por Leonardo Fernandes e Tatyana Rubim, com texto inédito escrito por Sérgio Roveri. Sob direção de Yara de Novaes, a atriz Fafá Rennó divide o palco com Leonardo Fernandes para contarem o drama de Diego e Sofia, alteregos de Rafael e Júlia, que se passa em uma noite fria, escura e com muita neblina.

Quando: até 17 de fevereiro (sexta a segunda-feira, às 20 horas).
Quanto: R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia entrada)
Onde: Teatro I – CCBB BH  (Praça da Liberdade, 450, Funcionários)

Artes plásticas

Popular – A exposição inédita “Poteiro, o Popular e o Público” reúne 30 obras do artista multidisciplinar português Antônio Poteiro. Além das peças que perpassam a vasta produção do autor, o público terá acesso, pela primeira vez, a fotografias do arquivo pessoal do artista junto a personalidades da cena cultural brasileira, como Burle Marx e Jorge Amado.

Quando: até 30 de março (quarta a segunda-feira, das 10 às 22 horas)
Quanto: entrada gratuita
Onde: CCBB BH (Praça da Liberdade, 450, Funcionários)

Surrealismo – Fotógrafo, pintor, escultor, cineasta. São facetas de Man Ray, um dos maiores artistas visuais do início do século XX e expoente do movimento surrealista. E é parte de sua história criativa, um recorte significativo de seu trabalho, que pode ser apreciada na exposição “Man Ray em Paris. Quase 130 anos após seu nascimento, o público brasileiro poderá conferir 255 obras do artista ainda inéditas no País, entre objetos, vídeos, fotografias e serigrafias desenvolvidas durante os anos que viveu em Paris, entre 1921 e 1940, seu período de maior efervescência criativa.

Quando: até 17 de fevereiro (quarta a segunda, das 10h às 22h)
Quanto: entrada gratuita
Onde: Centro Cultural Banco do Brasil (Praça da Liberdade, 450, Funcionários)

Cinema

“Made in Pernambuco” – A Fundação Municipal de Cultura realiza a mostra “Made in Pernambuco”. A seleção de títulos traz 15 longas e 21 curtas e médias-metragens, totalizando 25 realizadores, e apresenta a força da cinematografia pernambucana, num recorte de duas décadas essenciais para a consolidação e reconhecimento de sua produção, incluindo Baile Perfumado (1996), Árido Movie (2005), e Cartola (2007), de Lírio Ferreira; Madame Satã (2001), O Céu de Suely (2008), e Viajo Porque Preciso Volto Porque Te Amo (2009), de Karim Aïnouz; Amarelo Manga (2002) e Baixio das Bestas (2006), de Cláudio Assis; Cinema, Aspirinas e Urubus (2005), de Marcelo Gomes; e O Rap do Pequeno Príncipe Contra as Almas Sebosas (2000) de Paulo Caldas e Marcelo Luna, dentre outros.

Quando: até 31 de janeiro
Quanto: entrada gratuita – os ingressos serão distribuídos 30 minutos antes das sessões
Onde: MIS Cine Santa Tereza (rua Estrela do Sul, 89, Praça Duque de Caxias, Santa Tereza)

Fotografia

Imigração – A exposição “Percorsi Italiani” mostra mais de 100 imagens e fotografias históricas provenientes de acervos do Museu da Imigração (Arquivo Público de São Paulo), do Museu Histórico Abílio Barreto, do Arquivo Público Mineiro, do Centro Storico Fiat e da FCA Group Argentina. Como numa viagem pelo tempo, cada cena permite que sejam revividos importantes marcos, costumes, objetos, instituições, eventos, estéticas e estilos, referentes às mais diversas épocas da imigração de italianos para a América do Sul desde 1999.

Quando: até 1º de março de 2020
Quanto: entrada gratuita (terça a sexta-feira, das 10h às 21h; e sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h)
Onde: Casa Fiat de Cultura (Praça da Liberdade, 10, Funcionários)