Crédito: Divulgação

Uma missão de empresários japoneses chega a Belo Horizonte em fevereiro para conhecer melhor os negócios de Minas Gerais e buscar parcerias no Brasil.

O grupo vai participar do Seminário e Encontro de Negócios entre Minas Gerais e Japão que será realizado no dia 12 de fevereiro no auditório e salas de reunião do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG).

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 7 de fevereiro pelo site do Sympla.

Estarão presentes empreendedores de 13 empresas japonesas, além de diversos empresários mineiros para a troca de informações e experiências, além da realização de uma rodada de negócios.

Entre as empresas japonesas já confirmadas estão:

  • Liberty Solution: pesquisa, desenvolvimento, fabricação e comercialização de equipamentos de cuidado e assistência a idosos.
  • Kyoto Kagaku: desenvolvimento, fabricação, comercialização de materiais didáticos de ciência médica e serviços médicos e promoção de parcerias em atualização de novos métodos pedagógicos no desenvolvimento de novos produtos.
  • Micoto Technology: desenvolvimento, fabricação e comercialização de robôs simuladores para aprendizado em medicina.
  • Agritree: geração de energia solar fotovoltaica aliada à agricultura (Solar Sharing).
  • Mebiol: licenciamento de tecnologia para outras empresas, e posterior exportação do filme IMEC de hidrogel para utilização como método de cultura.
  • Idrasys: planejamento, proposição, desenvolvimento e comercialização de serviços com Inteligência Artificial. Buscam ser versáteis em parcerias com empresas e tecnologias na área de IA.
  • GGP: propõe ideias de novos empreendimentos com bases tecnológicas que atendam às necessidades das comunidades e empresas locais. Ela auxilia estas empresas desde a produção do solo a até o desenvolvimento de canais de distribuição e parcerias de venda.
  • Kawahara Tea Industries: atacadista e fabricante (mistura) de chás.
  • Suzuki Seiansho: planejamento, desenvolvimento e fabricação de produtos acabados e semi-acabados para fabricação de doces.
  • Blantec International: implantação de tecnologia e equipamentos HybridICE
  • Kankyo Daizen: compra da urina de boi como matéria prima para posterior fabricação e comercialização do produto. Na América Latina buscam parcerias diretas com as grandes empresas para produzir e consumir localmente.
  • Koyo Kosan: oferece serviços ambientais como tratamento e destinação de resíduos industriais, compra de resíduos e projetos de obras ambientais.
  • Yuimarl Farm: reprodução, engordo, comercialização e exportação de porco agu e ishigaki beef. Importação, produção e comercialização de ração. E importação/exportação de pescados.