Minas Gerais tem folia e descanso garantidos no período
Crédito: Élcio Rocha

Em Minas Gerais, para a alegria de muitos, o Carnaval começou cedo em vários lugares. Na Capital, os blocos e foliões espalhados por diversas regiões da cidade, desde o dia 15 de fevereiro, mostram que já reina o clima de festa.

Em outros municípios do Estado a programação do feriado também promete muita animação. Já para as pessoas que preferem aproveitar os dias de folga para relaxar longe da folia, Minas também tem opções perfeitas, com destinos que permitem recarregar as energias na mais pura paz.

Para todos os gostos, o Estado e municípios se prepararam para oferecer atrações, segurança e infraestrutura adequada aos visitantes.

Para a subsecretária de Turismo da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), Marina Simião, a hospitalidade mineira já está garantida aos turistas que virão para o Carnaval em busca de folia ou sossego. “Além disso, para quem fica, oportunidades de trabalho extras e empregos temporários são criados, confirmando que, além de uma época para agito ou descanso, o Carnaval é, também, geração de renda, impacta na economia, fortalece os setores criativos mineiros e valoriza ainda mais nossa gastronomia, patrimônio e natureza. Sejam todos bem-vindos, a casa é nossa!”, diz.

Na página especial criada pelo Portal Minas Gerais (www.minasgerais.com.br/carnaval-2020), que é coordenado pela Secult, é possível acessar a programação gratuita de Carnaval que várias cidades mineiras prepararam para este ano. De acordo com as informações do site, Pirapora é a que teve seu calendário de eventos de Carnaval mais acessado até agora. O município vai realizar o Pira Folia 2020. Entre hoje e 25 de fevereiro, na Orla Fluvial da cidade, às margens do rio São Francisco, haverá o desfile dos blocos caricatos Soltinho na Pista, Kabanacana, Comercial, Melhor Idade, Miga Sua Loka, Bloco do Burrão e Vitão. Além dos desfiles haverá matinê para as crianças e shows, com estrutura de banheiros químicos, barracas para comercialização de alimentos e bebidas, pontos de apoio para ambulância e segurança. O município está a 349 km da capital mineira.

No Sul do Estado uma das opções é São Lourenço, a 386 km de Belo Horizonte, segundo município a ter as informações sobre a folia mais buscadas no portal Minas Gerais. O Carnaval prevê, no estacionamento do Parque das Águas e outros locais, marchinhas, shows de samba e desfile de blocos caricatos. O tradicional Bloco do Pijama desfila hoje à noite, e a expectativa é de que participem cerca de 25 mil pessoas, de cidades próximas e de outros estados.

Já em São João Nepomuceno, distante 308 km da capital mineira, a folia começou ontem e vai até o dia 25. A abertura da programação oficial fica por conta do Bloco do Zé Pereira e, nos dias seguintes, estão previstos shows, desfile de blocos, de escolas de samba, matinês e baile da melhor idade em diversos pontos da cidade. Em Mar de Espanha, também na Zona da Mata, acontece o CarnaMaresp, com desfile de diversos blocos tradicionais da cidade, entre eles Mula de Bigode, Papai Frenético, Extintor, Caipirinha e Gaiola. Há, ainda, o cortejo do Zé Pereira e a apresentação da banda Furiosa, duas manifestações culturais já antigas em Mar de Espanha. O ponto central é a Praça Barão de Ayuruoca.

Região Central – Itabirito tem o Carnaval como sua festividade mais antiga. Entre as atrações da Itabirito Folia 2020, programadas para 20 a 26 de fevereiro, estão desfile de blocos caricatos como Urucum e Gaiola das Loucas, blocos sonorizados, trios elétricos, cortejo do Zé Pereira e apresentação das tradicionais bandas Bandalheira e Banda-Ré-Sem-Dó. A rica decoração já esperada de todos os anos para a receber a corte momesca será realizada, em 2020, pelo artista plástico Walter Martins.

O Carnaval de Catas Altas vai se concentrar na Praça Monsenhor Mendes, de 22 a 25 de fevereiro, quando os foliões poderão curtir shows, bandas de marchinha de Carnaval, concentração de blocos e muitas fantasias para alegrar a festa. Catas Altas está a 122 km distante da capital mineira.

Cidades históricas – Ouro Preto e Mariana já se consolidaram como anfitriões dos mais animados carnavais do Brasil e, em 2020, as atrações prometem fazer jus à fama. No tradicional centro histórico de Ouro Preto vai acontecer o Carnaval Patrimônio 2020, em função da comemoração dos 40 anos do título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. O tema, este ano, será “Jacubas e Mocotós”, em homenagem a uma antiga disputa que começou há séculos e é uma memória bem característica entre os moradores do município.

A estrutura do Carnaval de Ouro Preto inclui quatro palcos distribuídos entre a Praça Tiradentes, o Largo do Cinema, o Largo da Alegria e o Orlando Trópia, com shows gratuitos. Além dos já esperados desfiles dos blocos caricatos e universitários, haverá também os desfiles das Escolas de Samba. O público esperado é de cerca de 50 mil pessoas. Em Mariana, a folia começa mais cedo: vai do dia 14 ao dia 25 de fevereiro. O Centro Histórico vai concentrar a festa pensada para todos os públicos. Apresentação de vários artistas locais e também de outras cidades, blocos caricatos, cortejo do Zé Pereira da Chácara e desfile da Charanga Oi’Tô Tonto fazem parte da festa que leva o tema “Alegria, alegria, as Gerais começam aqui”, em homenagem ao ano em que Minas Gerais completa seu tricentenário.

Perto da natureza – Mesmo nas cidades mineiras onde há programação de Carnaval é possível encontrar refúgios para o descanso. Um exemplo é Aiuruoca, paraíso situado a 416 km de Belo Horizonte e 368 km de São Paulo. Lá, geralmente o Carnaval é comemorado uma semana antes do calendário tradicional e durante o feriado é possível curtir o sossego característico de uma cidade pequena do interior. O município abriga cachoeiras, corredeiras, picos, montanhas e uma rica e preservada Mata Atlântica. Um dos atrativos mais procurados e visitados é o Pico do Papagaio, formação rochosa a 2,1 mil metros de altitude, que termina em uma grande piscina natural, de águas cristalinas.

Em Luminárias, a cerca de 288 Km da Capital, as magníficas cachoeiras e cavernas em quartzito proporcionam ambientes tranquilos ao mesmo tempo em que oferecem locais propícios à prática de esportes radicais, como rapel, escalada, trekking, enduro, boiacross, mountain biking e montanhismo. Dentre os inúmeros atrativos turísticos destacam-se o complexo da Serra Grande, as cachoeiras da Pedra Furada e do Mandembe e a estátua do Cristo, no morro do Cruzeirinho.

A região da Serra da Canastra tem mais de 200 mil hectares e abrange seis municípios: São Roque de Minas, Vargem Bonita, Delfinópolis, São João Batista do Glória, Capitólio e Sacramento. O destino é privilegiado para a prática de esportes radicais, vivência ambiental e turismo de natureza. Tendo o Parque Nacional da Serra da Canastra como um dos principais atrativos, a região abriga a nascente do rio São Francisco, um dos mais importantes rios do Brasil. Merece destaque a cachoeira Casca d’Anta, que tem aproximadamente 180 metros de extensão. Todo este cenário pode ser desbravado com caminhadas pelas trilhas da Serra da Canastra, nas quais é também possível observar uma rica variedade de vida silvestre.

A região também é reconhecida pela produção de queijos, cujos produtores levaram várias medalhas Ouro e Super Ouro no último concurso mundial, realizado na França, em junho de 2019. O Queijo da Canastra é nacionalmente famoso e teve seu modo de preparo reconhecido desde 2008 como patrimônio cultural imaterial pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). (Da Redação)