Farmácias faturaram R﹩ 120,98 bi em 2019
Crédito: Divulgação

As vendas do varejo brasileiro já começam a ser impactadas pelo coronavírus. Números divulgados pela FX Retail, F360º e SBVC mostram que, no final de semana passado, lojas em aeroportos e o setor de moda foram os mais impactados pela mudança de comportamento dos consumidores. Por outro lado, drogarias tiveram uma forte alta nas vendas.

O setor de drogarias teve um crescimento de 35,01% no último fim de semana, na comparação anual. Por outro lado, o mercado de moda recuou 31,76%, refletindo a preocupação do público com os efeitos do vírus sobre a saúde.

Essa desigualdade de comportamento também aparece claramente na análise por formato de varejo. Aeroportos (-23,73%) e shopping centers (-13,55%) foram mais afetados pelo receio do público em permanecer em locais de grande movimento.

As galerias dos hipermercados, porém, tiveram um aumento de 8,54% no faturamento no final de semana, em função da ida dos clientes às lojas de alimentos para repor seus estoques.

“O Índice de Performance do Varejo (IPV) mede dados reais de vendas e, por isso, é um indicativo importante do que está acontecendo com o setor em meio à pandemia do coronavírus”, comenta o presidente da SBVC, Eduardo Terra.

Confira aqui os dados completos da edição especial do Índice de Performance do Varejo (IPV).