Crédito: REUTERS/Paulo Whitaker

Rio de Janeiro – O filme brasileiro “Democracia em Vertigem” (foto) foi indicado ao Oscar deste ano na categoria de melhor documentário, de acordo com a lista divulgada ontem pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Produzido e dirigido pela cineasta Petra Costa, o documentário acompanha o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016, e as repercussões políticas que sucederam seu afastamento do poder.

Concorrendo na mesma categoria estão “American Factory”, “The Cave”, “For Sama” e “Honeyland”. Lançado em junho de 2019 na plataforma de streaming Netflix, o documentário brasileiro foi exibido no Festival Sundance de Cinema. Se sair vitorioso da cerimônia de 9 de fevereiro, “Democracia em Vertigem” garantirá o primeiro Oscar a um filme brasileiro em toda a história da premiação.

O drama sombrio “Coringa” lidera a corrida do Oscar, com 11 indicações, incluindo a melhor filme. O filme disputará o prêmio principal com “Ford vs Ferrari”, “1917”, “História de um Casamento”, “Era uma Vez em… Hollywood”, “O Irlandês”, “Jojo Rabbit”, “Adoráveis Mulheres” e o sul-coreano “Parasita”.

Para melhor ator, foram indicados Joaquin Phoenix (“Coringa”), Adam Driver  (“História de um Casamento”), Leonardo DiCaprio  (“Era uma Vez em… Hollywood”), Antonio Banderas (“Dor e Glória”) e, Jonathan Pryce (“Dois Papas”)

Na categoria de melhor atriz, as candidatas são Renée Zellweger (“Judy”), Charlize Theron (“O Escândalo”), Scarlett Johansson (“História de um Casamento”), Saoirse Ronan (“Adoráveis Mulheres”), e Cynthia Erivo (“Harriet”).

Foram indicados ao Oscar de melhor diretor Martin Scorsese (“O Irlandês”), Quentin Tarantino (“Era uma Vez em… Hollywood”), Bong Joon Ho (“Parasita”), Sam Mendes  (“1917”) e Todd Phillips (“Coringa”)

Os candidatos a melhor ator coadjuvante são Brad Pitt (“Era uma Vez em… Hollywood”), Al Pacino (“O Irlandês”), Joe Pesci (“O Irlandês”), Tom Hanks (“Um Lindo Dia na Vizinhança”) e Anthony Hopkins  (“Dois Papas”)

Na categoria de melhor atriz coadjuvante, concorrem Laura Dern (“História de um Casamento”), Margot Robbie (“O Escândalo”), Florence Pugh  (“Adoráveis Mulheres”), Scarlett Johansson  (“Jojo Rabbit”) e Kathy Bates  (“O Caso Richard Jewell”).

Disputam o Oscar de melhor roteiro original “História de um Casamento”, “Era uma Vez em… Hollywood”, “Parasita”, “Entre Facas e Segredos” e “1971”. Já para melhor roteiro adaptado, os concorrentes são “O Irlandês”, “Jojo Rabbit”, “Coringa”, “Adoráveis Mulheres” e “Dois Papas”.

A melhor filme de animação, os candidatos são “Como Treinar o Seu Dragão 3”, “J’Ai Perdu Mon Corps”, “Klaus”, “Link Perdido” e  “Toy Story 4.  Na disputa do melhor documentário estão “American Factory”, “The Cave”, “Democracia em Vertigem”, “For Sama” e “Honeyland”.

Os candidatos a melhor filme em língua estrangeira são “Corpus Christi” (Polônia), “Honeyland” (Macedônia do Norte), “Os Miseráveis” (França), “Dor e Glória” (Espanha) e “Parasita” (Coreia do Norte).

Já para melhor canção original, os indicados são “I Can’t Let You Throw Yourself Away” (“Toy Story 4”),  “(I’m Gonna) Love Me Again” (“Rocketman”), “Into The Unknown” (“Frozen 2”), “Stand Up” (“Harri”). (Reuters)