Estima-se que o Carnaval de Belo Horizonte vai atrair aproximadamente 5 milhões de turistas neste ano, contra 4,3 milhões em 2018 - Crédito: Samuel Mendes/PBH

Um Carnaval plural, seguro, aberto e econômico. Assim é a folia em Belo Horizonte, que no ano passado recebeu 4,3 milhões de foliões entre moradores e visitantes, e se consolida como uma das melhores do País. Em 2020, 453 blocos de rua vão desfilar pela cidade, sendo 133 deles estreantes. Entre 8 de fevereiro e 1º de março estão previstos cerca de 520 cortejos, de acordo com o cadastramento realizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur.

Viabilizado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Belotur, o Carnaval da Capital é totalmente custeado pela Skol e iFood, patrocinadores do evento. O valor é de R$ 6 milhões em verba direta e R$ 8,3 milhões em planilhas de estruturas e serviços, captado por meio de Edital de Patrocínio. A contratação de músicos, subvenção de blocos e escolas de samba, a estrutura dos palcos e todo o orçamento da Belotur são financiados pela iniciativa privada.

Seja nas apresentações de escolas de samba e blocos caricatos, nos palcos, ou nos tradicionais blocos de rua, o evento tem programação para todos os tipos de público. Tanto que superou ou atendeu plenamente as expectativas de 79,6% dos visitantes e 80,2% dos moradores em sua última edição, conforme a pesquisa do Carnaval 2019, realizada pelo Observatório do Turismo. “O Carnaval de Belo Horizonte é de todo mundo. E queremos que cada vez mais pessoas venham para a cidade aproveitar uma festa organizada e segura. Nosso objetivo é que a folia se consolide como uma das melhores do país”, afirma Gilberto Castro, presidente da Belotur.

Um dos principais indicadores de qualidade da folia foi em relação à segurança. A nota dada pelos moradores para esse quesito foi 7,4, enquanto visitantes classificaram com um 8, na escala que vai de 1 a 10. Entre os motivos está o horário de concentração, saída e dispersão dos blocos. Dos 520 desfiles do pré ao pós Carnaval de 2020, pelo menos 43% deles têm encerramento marcado para 18h, acontecendo totalmente à luz do dia.

A capital mineira é uma boa opção para quem quer viajar sem gastar muito. O investimento médio dos turistas em cinco dias de evento em 2019 foi de R$ 718,32. A avaliação em relação aos preços praticados na cidade, inclusive, foi 6,8 e 7, na opinião de residentes e turistas, respectivamente.

Edital – Foi publicado no último sábado (11), no Diário Oficial do Município, o edital de Parcerias para o Carnaval de Belo Horizonte 2020. O chamamento é destinado a empresas que têm interesse em vincular sua marca à folia da capital mineira em troca de bens e/ou serviços que serão utilizados para a promoção de Belo Horizonte no período carnavalesco e ao longo do ano.

Os interessados poderão apresentar suas propostas até 23 de janeiro, mediante entrega de envelope lacrado na sede da Belotur, na rua dos Carijós, 166, Centro, no horário de 9h às 12h e de 14h às 17h. O regulamento completo com as condições de participação pode ser acessado no portal da Prefeitura.

O edital apresenta três categorias de parcerias nos valores de R$ 80 mil, R$ 50 mil e R$ 30 mil. Em contrapartida, as empresas selecionadas terão sua marca exposta sob a chancela de ‘Parceria’ em peças oficiais do Carnaval de Belo Horizonte, além do direito de utilizar a marca do Carnaval 2020 para desenvolvimento de produtos e brindes.

Mais de uma empresa poderá ser contemplada em cada categoria. Os questionamentos referentes ao chamamento público deverão ser apresentados até esta sexta-feira, dia 17, pelo e-mail [email protected] (Da Redação)