Fisco deposita R$ 297 milhões de lote residual da restituição do IRPF
Crédito:Renato Araújo/ABr

São Paulo – A Receita Federal realizou ontem os créditos do lote residual da restituição do Imposto de Renda para 116,2 mil contribuintes. O valor total dos depósitos é de R$ 297 milhões. Entraram no lote residual contribuintes que caíram na malha fina, mas acertaram as irregularidades posteriormente.

Do valor total restituído, R$ 133,5 milhões foram destinados a pessoas com prioridade para o recebimento. Esses contribuintes prioritários são 2.851 idosos acima de 80 anos, 14,5 mil contribuintes entre 60 e 79 anos, 1.838 contribuintes com deficiência física ou mental, ou moléstia grave, além de 6.052 professores.

Considerando apenas o residual do Imposto de Renda de 2019, o Fisco pagou R$ 184,5 milhões a 77.200 contribuintes. Também receberam restituições cidadãos que acertaram as contas referentes aos exercícios de 2008 a 2018.

Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita na Internet (http://idg.receita.fazenda.gov.br) ou ligar para o número 146. Na consulta à página da Receita, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento.

Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora. De acordo com o Fisco, a restituição ficará disponível no banco durante um ano.

Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá solicitá-la por meio da Internet mediante o Formulário Eletrônico “Pedido de Pagamento de Restituição”, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor não tenha sido creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio dos telefones: 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco. (Folhapress)