Crédito: Reprodução

O Tampinha Legal está expandindo sua atuação e, com isso, chegou ao Estado de Minas Gerais. As entidades assistenciais do Estado poderão, a partir de agora, encontrar no programa, desenvolvido pelo Instituto SustenPlást, uma fonte voluntária de receita extra.

“Toda a comunidade pode se envolver, a começar pelo recolhimento de tampas plásticas e entrega nos pontos de coleta do programa, que tem caráter educativo. Estamos iniciando no estado de Minas Gerais e replicaremos o modelo bem-sucedido já existente no Rio Grande do Sul onde atualmente podemos encontrar pontos de coleta em hospitais, órgãos públicos, escolas, comércio, empresas e etc. Inclusive, todas as estações do metrô, que atende a área metropolitana de Porto Alegre, possuem coletores do Tampinha Legal. Há uma mobilização da sociedade em fazer o bem, que reflete no aumento da qualidade de vida de todos. Esperamos ver a sociedade mineira engajada”, relata a coordenadora do programa, Simara Souza.

A presidente do Sindicato da Indústria do Material Plástico de Minas Gerais (Simplast-MG), Ivana Serpa, está confiante na implantação do programa no Estado. “Acreditamos que o Tampinha Legal trará uma nova visão e a mudança de comportamento das pessoas. O cunho socioambiental do programa é perfeito, apresenta, de forma simples, os três pilares da sustentabilidade: econômica, social e ambiental. Através da reciclagem de materiais plásticos, proporciona envolvimento social na prática do bem”, afirma.

“É a Economia Circular de uma forma clara e objetiva, promovendo recursos para as entidades assistenciais cadastradas junto ao programa”, conclui Ivana Serpa.
O Tampinha Legal, em um formato inovador, faz a Economia Circular acontecer de modo dinâmico, alegre e motivador. Até agora, foram coletadas e vendidas mais de 384 toneladas de tampinhas, representando um valor superior a R$ 718 mil. Atualmente, mais de 450 entidades assistenciais estão com seus cadastros aprovados para participarem do programa.

No Estado de Minas Gerais, muitas entidades assistenciais já se cadastraram. Para cadastrar a sua entidade assistencial acesse o site do Tampinha Legal na aba “entidades assistenciais” e “cadastre a sua”.

O projeto – O Tampinha Legal é iniciativa do Instituto SustenPlást, buscando a melhor valorização de mercado para o material. Os valores obtidos são destinados integralmente para as entidades assistenciais.

Recentemente, lançou as ações Copinho Legal e Canudinho Legal que, seguindo o modelo do Tampinha Legal, destinam 100% dos recursos obtidos com a venda dos destes artefatos para as entidades assistenciais participantes do programa. Além do site, também é possível acompanhar o trabalho do Tampinha Legal por redes sociais, como YouTube e Facebook. (Da Redação)