COTAÇÃO DE 13/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0570

VENDA: R$5,0580

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1500

VENDA: R$5,2590

EURO

COMPRA: R$5,3163

VENDA: R$5,3179

OURO NY

U$1.810,48@

OURO BM&F (g)

R$303,69 (g)

BOVESPA

+1,17

POUPANÇA

0,6672%

OFERECIMENTO

CIEE/MG – Estágio e Aprendiz Legal

Dia do Aprendiz: desafios no início da carreira

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Pexels

O mundo foi impactado por mudanças nos últimos dois anos, principalmente no que tange às oportunidades de trabalho. Antes da pandemia, as empresas almejavam profissionais com habilidades, competências e atitudes muito diferentes daquelas que são necessárias para o ingresso no mercado de trabalho nos dias atuais. Ao mesmo tempo, a camada mais jovem da nossa sociedade foi significativamente prejudicada tanto com relação aos estudos quanto no que se refere à redução das contratações de pessoas com pouca ou nenhuma experiência profissional.

No mundo todo, percebe-se uma mobilização de pessoas e instituições engajadas em ações que possam estimular a contratação de novos talentos profissionais. Neste sentido, ganha destaque a iniciativa da Organização Internacional do Trabalho (OIT) que comemora, no dia 24 de abril, o Dia Internacional do Jovem Trabalhador. A comemoração desta data ganha novas adesões a cada ano em todos os lugares do mundo, uma vez que os desafios para o ingresso dos jovens no mercado de trabalho é um tema global.

PUBLICIDADE




 Já são muitas as organizações que se beneficiam com a convivência entre jovens e profissionais sêniores. O estímulo à troca de experiências entre gerações diferentes pode ser um forte diferencial competitivo, pois a avaliação das questões e dos problemas da rotina do trabalho por pontos de vista e percepções diferentes, trará soluções alternativas e potencializam resultados que fogem ao padrão comum, ou seja, faz com que todos pensem “fora” ou “além da caixa”. 

Acredito que o jovem trabalhador exerce uma influência muito positiva no ambiente profissional no qual tem a oportunidade de atuar, pois tem a expectativa de aproveitar ao máximo a chance de compartilhar e colocar em prática teorias e interesses que poderão proporcionar mudanças que contribuirão para o crescimento e o desenvolvimento da empresa contratante e da equipe da qual faz parte.  

Mas infelizmente, parte significativa da taxa de desocupação brasileira é composta por jovens com idades entre 18 e 24 anos. Muitos desses futuros talentos iniciam suas carreiras como aprendizes, condição especial para a contratação de trabalhadores na faixa de 14 a 24 anos, regulamentada desde o ano 2000, mas que já se fazia presente na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).  

Vale ressaltar que as entidades qualificadoras são importantes elos nos quais os jovens podem buscar alternativas de orientação, informação e capacitação para o acesso às oportunidades oferecidas pelas empresas contratantes. Tais entidades cuidam de toda a parte burocrática e legal que envolve esse tipo de contratação e auxiliam as organizações contratantes no cumprimento da obrigatoriedade legal da contratação de uma cota de aprendizes, dependendo da quantidade de empregados existentes. Como contrapartida do governo, as empresas contratantes recebem o incentivo da redução dos encargos contratuais. 

PUBLICIDADE




A entidade qualificadora oferece ao estudante muitas orientações relacionadas ao mercado de trabalho, como, por exemplo, elaborar adequadamente o currículo para que as especificações sejam coerentes com as vagas de emprego que vai concorrer. Tais instituições também oferecem aos jovens dicas importantes para que sejam bem-sucedidos nas entrevistas para os processos seletivos. Dentre as quais citamos algumas: 

Antes da entrevista: listar defeitos e qualidades; relacionar qualificações (caso já possua alguma) que poderão ser úteis à empresa; pesquisar sobre as características da empresa (histórico, missão, visão e valores). 

Na entrevista:Ser pontual e manter o controle emocional, pois será o momento ideal de fazer a venda de si mesmo como profissional. Portanto, deve demonstrar sua vontade de fazer a diferença, assim como cultivar atitudes e ações que realmente demonstrem maturidade, interesse, responsabilidade e comprometimento profissional. Atualmente, as empresas querem profissionais que sejam criativos e proativos, que tenham equilíbrio emocional e estejam dispostos a trabalhar em grupo, que demonstrem autonomia, mas que sejam capazes de buscar resultados em prol da coletividade.

A conquista do emprego:é a primeira etapa do desafio, quase tão importante quanto o esforço que deve ser feito para se manter no trabalho. Assim, o jovem contratado como aprendiz deve adotar uma postura profissional, compatível com o ambiente do trabalho. O aprendiz deve demonstrar interesse em aprender e praticar o que puder na empresa. Anotar informações é uma forma de registrar as orientações dos profissionais mais experientes e ajuda na memorização das rotinas e dos procedimentos.  

As empresas interessadas em conhecer as numerosas vantagens na contratação de jovens profissionais poderão consultar os bancos de talentos de entidades capacitadoras ou qualificadoras, como o Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais (CIEE/MG).  

 

*Professor e supervisor de comunicação do CIEE/MG
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER - CIEE MG

Fique por dentro de todos conteúdos da CIEE MG

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!