Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio lembrou que várias cidades dependem de avanços econômicos como o do terminal - Crédito: Divulgação

Outra iniciativa que é considerada importante para fomentar o turismo em Brumadinho é a criação de um aeroporto em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A proximidade dos municípios favorecerá o fluxo de turismo.

Questionado se haveria viabilidade, uma vez que o aeroporto de Confins opera abaixo da capacidade, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, disse que os aeroportos não são tão próximos e que outras cidades dependem do aeroporto em Betim para o desenvolvimento.

“Não podemos trabalhar sob a ótica de que se abrir o aeroporto em Betim irá afetar o de Confins. Nós temos que pensar que a RMBH tem que ser desenvolvida, tanto Betim como Brumadinho, Mário Campos e que existem muitas cidades que dependem economicamente de avanços como o do aeroporto”, afirmou Marcelo Álvaro Antônio.

Também estão previstas obras de pavimentação e construção de pontes e viadutos para melhorar o acesso a Inhotim e nova instalação de captação de água do rio Paraopeba em trecho não impactado pelo rompimento da barragem da Vale.

Outra ação que pode beneficiar o turismo é a revitalização do teatro municipal, transformando-o em um teatro-escola. O projeto está em fase de elaboração e pode ser financiado pela Ambev.

“A revitalização do teatro é importante para a capacitação e para a atração de eventos para o município. Estimamos que o investimento será de R$ 3 milhões”, explicou o prefeito de Brumadinho, Alvimar de Melo Barcelos.

Também será trabalhada a qualificação profissional dos moradores de Brumadinho, o que será feito em parceria com a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg). A entidade disponibilizou unidades móveis do Serviço Social da Indústria (Sesi) e do Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (Senai). Serão disponibilizados cursos de qualificação e capacitação profissional. Cerca de 300 pessoas serão beneficiadas com cursos de eletricista predial, pedreiro, costureira, confeitaria, panificação, entre outros.

“A Fiemg está disponibilizando a estrutura de treinamento para ajudar a população a se profissionalizar, ter uma nova ocupação e acessar o mercado de trabalho. Também vamos trabalhar junto às empresas para que elas deem oportunidades de trabalho para as pessoas do município. Enquanto houver demanda, estaremos presentes na capacitação”, explicou o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe.