Crédito: Divulgação

MÚSICA

MPB -“Um mergulho no nada” traz repertório do segundo álbum do cantor Ayrton Montarroyos, descoberto no programa “The Voice Brasil”(2015), com interpretações em voz e violão de clássicos da música popular brasileira.

Quando: 24 de maio (21h)
Quanto: R$ 60,00 (inteira) e R$ 30 (meia) – ingressos à venda nas bilheterias do teatro e no site eventim.com.br.
Onde: Centro Cultural Minas Tênis Clube (rua da Bahia, 2.244, Lourdes)

Clássica – A Filarmônica de Minas Gerais mostra a conexão entre música, fauna e flora em concerto da série “Fora de Série”, sob a batuta do maestro Fabio Mechetti. Para ilustrar a comunhão ecológica entre seres humanos e seu meio ambiente, a Orquestra interpreta Trenodia para Toki, op. 12, de Yoshimatsu; Os Crisântemos, de Puccini; Os Pássaros, de Respighi; E Deus criou as grandes baleias, op. 229, nº 1, de Hovhaness; Floresta do Amazonas (excertos), de Villa-Lobos.

Quando: 25 de maio (18h)
Quanto: R$ 46 (Coro) R$ 52 (Balcão Palco) R$ 52 (Mezanino), R$ 70 (Balcão Lateral), R$ 96 (Plateia Central) e R$ 120 (Balcão Principal); meia-entrada para estudantes, maiores de 60 anos, jovens de baixa renda e pessoas com deficiência
Onde: Sala Minas Gerais (rua Tenente Brito Melo, 1.090, Barro Preto)

ARTES PLÁSTICAS

Colagens – Imagens e arquivos sobre fatos e momentos da história e do cotidiano ganham novos contornos na exposição “Silêncios Seletivos”, de Luiza Nobel. A mostra reúne um inventário de 25 obras, composto por fotos de jornais e revistas, além de objetos.

Quando: até 26 de maio
Quanto: entrada gratuita (terça a sexta, das 10h às 21h, e sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h)
Onde: Piccola Galleria da Casa Fiat de Cultura (Praça da Liberdade, 10, Funcionários)

Gravura – O universo místico e misterioso que reside na mente humana é o fio condutor da exposição “Devaneios: Imagens do Fantástico”, que reúne 32 gravuras de nomes importantes como Salvador Dalí, Marcelo Grassmann, Gilvan Samico, Octávio Araújo e Erik Desmazières. Com curadoria assinada por Lucia Palhano, Paulo Rocha e Thyer Machado, a mostra propõe um passeio entre realidade e invenção.

Quando: até 6 de julho (segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 14h.)
Quanto: entrada franca
Onde: cAsA – Obras Sobre Papel (avenida Brasil, 75 – Santa Efigênia)

Raízes África Brasil por Alyson Carvalho – Com curadoria de Claudia Jannotti, a exibição é composta de 21 fotografias e seus nomes escritos na língua africana iorubá. Em “Raízes ÁfricaBrasil” as cores e os adornos das imagens, como argila branca, flores secas e o bronze são repletos de significados e representados em tinta dourada. Os modelos foram escolhidos não apenas por terem relação com o tema, mas por serem a própria representação da cultura africana.

Quando: até 2 de junho
Quanto: entrada franca
Onde: Museu Inimá de Paula (rua da Bahia, 1201, Centro)

FOTOGRAFIA

Belo Horizonte – A exposição “Wilson Baptista – Urbano Fotográfico” é um recorte com 44 fotografias, em preto e branco, do renomado fotógrafo mineiro Wilson Baptista, com acervo estimado em cerca de 30 mil negativos. O olhar do fotógrafo registra as transformações urbanas, arquitetônicas e sociais que ocorreram no centro da capital mineira entre as décadas de 1930 e 1960.

Quando: até 15 de junho (das 9h30 às 21h, entre terça-feira e sábado)
Quanto: entrada gratuita
Onde: CâmeraSete – Casa da Fotografia de Minas Gerais (avenida Afonso Pena, 737, Centro)