Autódromo dos Cristais já recebeu investimento de R$ 42 mi - Crédito: Divulgação

A paixão nacional pela velocidade tomou forma em Curvelo, na região Central, com a inauguração do Autódromo dos Cristais. O empreendimento, que já consumiu recursos aproximados de R$ 42 milhões, é um projeto ambicioso e inédito na América Latina, reunindo pista, resort e um clube (conceito race, resort, residence) no espaço de 4 milhões de metros quadrados, sendo mais de um milhão de metros quadrados de mata virgem. Na inauguração, em setembro de 2016, 42 mil pessoas estiveram presentes.

De acordo com o proprietário do Autódromo dos Cristais, Marco Túlio Ferreira dos Santos, o projeto começou em 2012, quando cerca de 50 áreas próximas de Belo Horizonte foram avaliadas para receber o complexo dos Cristais.

“Queríamos que o autódromo estivesse dentro de um raio entre 100 quilômetros e 150 quilômetros de Belo Horizonte. Curvelo apresentou como diferencial estar em um entroncamento viário, ter uma condição climática de pouca chuva, proximidade do aeroporto internacional e sua infraestrutura. Apesar de pequena, ela oferece bons serviços de saúde, educação, bancos, segurança pública e serviços diversos que são imprescindíveis para o funcionamento de um projeto como este”, explica Santos.

Ainda farão parte do complexo condomínio residencial, hotel, street mal e condomínio de galpões que deverá ser utilizado, especialmente, pelas equipes que competem no circuito, além de montadoras e fábricas de pneus que testam seus produtos no espaço. A expectativa é de que ainda sejam investidos entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões em aproximadamente sete anos.

A pista tem no seu traçado principal 4,4 quilômetros de extensão, 18 curvas e desnível de 30 metros, que garantem esportividade adicional às competições. Serão 18 postos de sinalização e infraestrutura para 30 boxes. Um circuito é homologado pelas federações Nacionais e Internacionais de Automobilismo e Motociclismo.

Além das competições, o Circuito abriga eventos corporativos e sociais. Nos raros finais de semana em que não está sendo utilizado ou passando pelas constantes manutenções exigidas pela natureza das suas atividades, fica aberto ao público que aproveita para a prática de esportes e lazer ao ar livre.

Para o prefeito de Curvelo, Maurílio Guimarães (DEM), apesar das dificuldades impostas pela crise econômica a todos os municípios brasileiros, Curvelo tem se destacado na atração de investimentos pela infraestrutura oferecida, sem desmerecer o fator logístico – com sua localização privilegiada – apontada pela maioria dos empresários.

“Nos últimos anos, a cidade se destacou porque conseguimos trazer para cá instituições importantes como o Batalhão da Polícia Militar e um camp do Cefet-MG (Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais), entre outros exemplos. Assim chamamos a atenção da iniciativa privada. É claro que existe muito o que fazer, mas planejamos tudo com os pés no chão. Conversamos com cada empresa que se interessa pela cidade mas não prometemos o que não podemos fazer. Dar apenas um incentivo não adianta porque quando ele acaba a empresa vai embora. Temos que dar estrutura e criar um bom ambiente para que as pessoas façam negócios e queiram viver aqui”, completa Guimarães.