O prefeito Odelmo Leão sancionou a Lei Complementar nº 682/2019, que atualiza a legislação municipal que instituiu em 2017 o programa Inova Uberlândia e criou o Polo Tecnológico Sul. Com as adequações, aprovadas pela Câmara Municipal, a Prefeitura de Uberlândia avança nas políticas voltadas para empresas de base tecnológica.

Basicamente, a nova lei complementar torna mais claro o regramento para o setor de inovação ser incluso no programa e contemplado pelos benefícios estabelecidos. Além disso, viabiliza que holdings detentoras de ao menos 50% dos títulos ou ações de empresas de base tecnológica também passem a integrar o programa. A atualização ainda esclarece as competências do Comitê de Gestão do Inova Uberlândia e trata de outros aspectos que simplificam os processos internos.

Com o objetivo de fortalecer a cultura empreendedora do setor de inovação, o plano foi elaborado pela atual gestão, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Inovação e Turismo (Sedeit), para fomentar a atração de empresas de base tecnológica e o desenvolvimento das já existentes. O Inova Uberlândia ainda estabelece a possibilidade de criação de polos e micropolos tecnológicos, públicos ou privados, através da aprovação do município, com capacidade para receber as pequenas, médias e grandes empresas de tecnologia.

De caráter público, o Polo Tecnológico Sul será instalado em uma área da rua da Carioca, na zona Sul, com aproximadamente 152,8 mil m² e que fica próximo a instituições de ensino superior. Empresas de base tecnológica poderão se instalar na área, bem como outras que atuem em atividades que dêem estrutura ao local, como restaurantes, lanchonetes, cafeterias, serviços de conveniência, dentre outros. Deverá ser realizada concorrência pública no intuito de selecionar os beneficiados para esse local em específico.

A atualização do programa Inova Uberlândia é mais uma etapa do trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Uberlândia em prol do empreendedorismo e da inovação. Outras medidas têm sido adotadas, como o a construção da ponte e o prolongamento da rua da Carioca, que faz parte dos investimentos do Uberlândia Integrada 2. As obras já começaram e vão facilitar o acesso ao setor Sul universitário e ao Polo Tecnológico, bem como dar apoio ao tráfego da avenida Nicomedes Alves dos Santos. (Com informações da Prefeitura de Uberlândia)