No Brasil, há 16 lojas Peg&Pag em cidades de São Paulo e do Paraná - Crédito: Divulgação

Uma livraria sem vendedores nem caixas e com livros a preços populares. Essa é a proposta da Peg&Pag, inaugurada no Shopping Minascasa, na região Nordeste de Belo Horizonte, neste mês. Inédita em Belo Horizonte, a livraria disponibiliza cerca de 5 mil exemplares de diversas categorias por um preço único de R$ 10. A meta é abrir outras nove lojas nesse modelo na capital mineira ainda neste ano.

“O próprio cliente escolhe e paga seu livro. Temos um local para recolher pagamentos em dinheiro e uma maquininha para que o cliente pague com cartão sem precisar de ajuda de funcionários”, conta o gerente comercial da distribuidora Top Livros, proprietária da Peg&Pag, Jorge Gonzaga. Ele afirma que o objetivo é faturar cerca de R$ 25 mil por mês na livraria localizada no Shopping Minascasa.

Romance, autoajuda, infantojuvenil, policial. São diversas as categorias de livros que estão presentes nas prateleiras da livraria.

“Apresentamos tudo em uma montagem bem clean. De 15 em 15 dias, reabastecemos a loja, atualizando os títulos”, explica Gonzaga.

No Brasil, há 16 lojas Peg&Pag em cidades de São Paulo e do Paraná. Em Minas Gerais, há uma unidade em funcionamento em Betim e outra em construção em Sete Lagoas.

“Acredito que seja, de fato, uma tendência do mercado. Nas lojas, temos visto uma recepção muito positiva dos clientes. Todos gostam muito da confiança que a empresa tem no público”, conta Gonzaga.

Para a gerente financeira do Minascasa, Mauricéa Figueiredo, a ideia inovadora é mais um diferencial para os clientes do shopping.

“Estamos muito satisfeitos em ser o primeiro centro de compras de Belo Horizonte a receber essa proposta. É uma excelente oportunidade para adquirir livros a preços especiais, sem precisar enfrentar filas”, afirma.

Apesar da proposta inovadora, o gerente comercial da Peg&Pag admite que as lojas costumam enfrentar alguns desafios.

“Infelizmente, calculamos que um a cada 20 livros colocados à venda é furtado. Esperamos mudar essa mentalidade, mostrando que confiamos nos clientes e motivando-os a não trair essa confiança.” (Da Redação)